17.01.2014

‎sexta-feira, ‎17‎ de ‎janeiro‎ de ‎2014

 

“Eu trouxe Israel e Judá para bem junto de Mim, como a cinta fica presa à cintura de quem usa, disse o Senhor. Eles seriam o meu povo, eles mostrariam ao mundo quem Eu sou, e através deles os outros povos Me dariam louvor e glória. Mas eles não quiseram saber disso, e se afastaram de Mim.”

Jeremias 13:11

Para Refletir

A Igreja de Cristo foi organizada com fins missionários. A obra missionária cristã fornece à igreja um firme fundamento, o qual tem este selo: “O Senhor conhece os que são Seus.” II Tim. 2:19. Por ela os membros são possuídos de zelo para renunciar-se a si mesmos, desenvolver abnegados esforços para enviar a verdade às regiões distantes. Isso tem uma salutar influência sobre os incrédulos; pois ao trabalharem os obreiros sob o conselho divino, os mundanos são levados a ver a grandeza dos recursos que Deus tem preparado para aqueles que O servem. Achamo-nos sob a mais solene obrigação de proporcionar nas missões cristãs um exemplo dos princípios do reino de Deus. A igreja tem de trabalhar ativamente, como um corpo organizado, para dilatar a influência da cruz de Cristo.

Deus está chamando homens dispostos a deixar tudo para se tornarem missionários Seus. E o chamado será atendido. Em todas as épocas, desde o advento de Cristo, a comissão evangélica tem compelido homens e mulheres a ir aos confins da Terra para levar as boas novas de salvação aos que se acham em trevas. Comovidos pelo amor de Cristo e a necessidade dos perdidos, os homens têm deixado os confortos da pátria e a sociedade dos amigos, mesmo de esposa e filhos, para ir a terras estrangeiras, em meio a idólatras e selvagens, a proclamar a mensagem de misericórdia. Muitos têm perdido a vida na tentativa, mas muitos têm sido suscitados para levar avante a obra. Assim tem progredido, passo a passo, a causa de Cristo, e a semente semeada em tristeza tem produzido uma abundante colheita.

Nada há mais precioso aos olhos de Deus do que Seus ministros, que vão aos lugares assolados da Terra para semear a verdade, aguardando a ceifa. Ninguém, senão Cristo, pode apreciar a solicitude de Seus servos, ao buscarem os perdidos. Ele lhes comunica Seu Espírito e, por seus esforços, almas são levadas a desviarem-se do pecado para a justiça.

Livro: Obreiros Evangélicos Capítulo: As Regiões Distantes Páginas: 464-465 Autor: Ellen G. White

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s