15.01.2013

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

 

Eu dei ordens aos meus santificados; sim, já chamei os meus poderosos para executarem a minha ira, os que exultam com a minha majestade.

Isaías 13:3

Para Refletir…

 

“As vossas palavras foram agressivas para Mim, diz o Senhor; mas vós dizeis: Que temos falado contra Ti? Vós dizeis: Inútil é servir a Deus; que nos aproveitou termos cuidado em guardar os Seus preceitos e em andar de luto diante do Senhor dos exércitos? Ora, pois, nós reputamos por bem-aventurados os soberbos; também os que cometem impiedade se edificam; sim, eles tentam ao Senhor e escapam.” Mal. 3:13-15. São essas as palavras dos não consagrados que se estão separando de Deus, cegados pelo inimigo. Não podem discernir os caminhos e obras de Deus. Agora é apresentada a classe oposta: “Então, aqueles que temem ao Senhor falam cada um com o seu companheiro.” Mal 3:16. Estas palavras não falavam mal dos irmãos ou faziam queixas a Deus, mas eram palavras vindas de corações sinceros. Palavras em que não havia engano, trabalho clandestino nem dolo. “E o Senhor atenta e ouve; e há um memorial escrito diante dEle, para os que temem ao Senhor e para os que se lembram do Seu nome. E eles serão Meus, diz o Senhor dos exércitos, naquele dia que farei, serão para Mim particular tesouro; poupá-los-ei como um homem poupa a seu filho, que o serve. Então, vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus e o que O não serve.” Mal. 3:16-18.

Possa o Senhor abençoar a Seu povo com visão espiritual, para que vejam que os filhos de Deus e o mundo jamais podem fazer sociedade. Todo aquele que for amigo do mundo é inimigo de Deus. Embora todo indivíduo deva trabalhar com Cristo para transformar os filhos das trevas, mostrando-lhes o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo, eles não podem ter demasiada simpatia para com os mundanos, em tal escala que lhes emprestem sua influência no sentido de executar suas sugestões para enfraquecer e fazer injustiça aos escolhidos de Deus. Deus não atua desta maneira. Na perfeita e completa união há força. Não nos números, mas na perfeita confiança e união com Cristo. Pode um perseguir a mil e dois pôr em fuga a dez mil. Não formemos laços não santificados de união com os amigos do mundo, pois Deus pronunciou Sua maldição sobre todas essas uniões. Tome o povo de Deus firmemente sua posição em favor da verdade e da justiça. Já vemos as terríveis conseqüências da união de crentes com descrentes. O resultado é dar-se aos descrentes a confiança que pertence apenas àqueles que amam e reverenciam a Deus.

O poder das trevas já colocou seu molde e inscrição sobre a obra que devia permanecer pura, não corrompida pelas astutas ciladas do diabo. Levantamos nossa voz de advertência sobre as atrações sociais das ofertas e engodos mundanos. Guardai distância. Não toqueis em coisa imunda. Não sejam as orientações e propostas do mundo dadas ao povo de Deus para dominá-lo. Ai daquele cuja sabedoria não é de cima, mas de baixo! Pelo desejo de alcançar o patrocínio, de obter fama, homens de piedade superficial, traem os mais sagrados interesses pondo-os nas mãos de incrédulos.

(Testem. Ministros e Obreiros Evangélicos Ellen G. White)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s