13.12.2013

sexta-feira, ‎13‎ de ‎dezembro‎ de ‎2013

 

“E sede cumpridores da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Pois se alguém é ouvinte da palavra e não cumpridor, é semelhante a um homem que contempla no espelho o seu rosto natural.”

Tiago 1:22-23

Para Refletir

Há homens que ouvem, mas não aprendem a lição como alunos diligentes. Têm aparência de piedade, mas não são crentes. Não conhecem a verdade pela prática. Não receberam a palavra implantada. “Pelo que, rejeitando toda imundícia e acúmulo de malícia, recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar a vossa alma. E sede cumpridores da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não cumpridor, é semelhante ao varão que contempla ao espelho o seu rosto natural; porque se contempla a si mesmo, e foi-se, e logo se esqueceu de como era.” Tia. 1:21-24. Ele não aceitou a impressão causada em sua mente ao comparar seu modo de ação com o grande espelho moral. Não viu seus defeitos de caráter. Não se reformou, e esquecendo tudo a respeito da impressão causada, não seguiu o caminho de Deus, e, sim, o seu caminho, permanecendo irregenerado.

Ouvi qual é a única maneira correta de todo ser humano proceder se quiser desfrutar uma experiência segura e completa. “Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecido, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito [pois há uma obra a ser feita, que é negligenciada com risco da alma]. Se alguém entre vós cuida ser religioso e não refreia a sua língua, antes, engana o seu coração, a religião desse é vã. A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e guardar-se da corrupção do mundo.” Tia. 1:25-27. Efetuai isto, como prova de religião pura e sem mácula, e a bênção de Deus seguir-se-á infalivelmente. […]

O Senhor não aceitará um serviço negligente, uma sucessão de cerimônias que na realidade estão destituídas de Cristo. Seus filhos devem ser pedras vivas no edifício de Deus. Se todos se entregassem incondicionalmente a Deus, se parassem de estudar e planejar para seu entretenimento, para excursões e associações amantes do prazer, e estudassem as palavras: “Não sois de vós mesmos… porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus”, (I Cor. 6:19 e 20) jamais teriam fome e sede de atrações ou mudança. Se é para nosso verdadeiro interesse ser espirituais, e se a salvação de nosso povo depende de estarmos firmados na Rocha eterna, não seria melhor nos empenharmos em buscar aquilo que  prenderá todo o edifício à principal pedra angular, para que não sejamos embaraçados e confundidos em nossa fé?

(Fundamentos da Educação Cristã – Ellen G. White)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s