01.08.2013

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

 

“Levantai-vos, e ide-vos, pois este não é lugar de descanso.”

Miquéias 2:10

Para Refletir

 

Tem você, leitor, escolhido, o seu próprio caminho? Tem vagueado longe de Deus? Tem procurado banquete-ar-se com os frutos da transgressão, apenas para verificar que são cinza em seus lábios? E agora, subvertidos os planos de sua vida e suas esperanças fenecidas, assenta-se você em desolação e solidão? Aquela voz que há muito lhe tem falado ao coração, mas a que você não tem dado ouvidos, chega-lhe distinta e clara: “Levantai-vos, e andai, porque não será aqui o lugar do vosso descanso; por causa da corrupção que destrói, sim, que destrói grandemente.” Miq. 2:10. Retorne para a casa de seu Pai. Ele o convida, dizendo: “Torna-te para Mim, porque Eu te remi”. Isa. 44:22.”Vinde a Mim; ouvi, e a vossa alma viverá; porque convosco farei um concerto perpétuo, dando-vos as firmes beneficências de Davi.” Isa. 55:3.

Não atenda à sugestão do inimigo de persistir longe de Cristo até que você mesmo tenha se tornado melhor; até que seja suficientemente bom para vir a Deus. Se esperar até então, jamais virá. Quando Satanás apontar para as suas vestes imundas, repita a promessa do Salvador: “O que vem a Mim de maneira nenhuma o lançarei fora.” João 6:37. Diga ao inimigo que o sangue de Jesus Cristo purifica de todo o pecado. Faça sua própria a oração de Davi: “Purifica-me com hissopo, e ficarei puro; lava-me, e ficarei mais alvo do que a neve.” Sal. 51:7.

As exortações do profeta de Judá para que contemplassem o Deus vivo, e para que aceitassem Seu gracioso oferecimento, não foram em vão. Houve alguns que deram fervorosa atenção, e que voltaram de seus ídolos para o culto de Jeová. Em seu Criador eles aprenderam a ver amor, misericórdia e terna compaixão. E nos dias negros que estavam para sobrevir na história de Judá, quando apenas um remanescente devia ser deixado na terra, as palavras do profeta deviam continuar produzindo fruto em decidida reforma. “Naquele dia”, declarou Isaías, “atentará o homem para o seu Criador, e os seus olhos olharão para o Santo de Israel. E não atentará para os altares, obra das suas mãos, nem olhará para o que fizeram seus dedos, nem para os bosques, nem para as imagens do Sol.” Isa. 17:7 e 8.

Muitos deveriam contemplar Aquele que é totalmente desejável, o que leva a bandeira entre dez mil. “Os teus olhos verão o Rei na Sua formosura”, era a graciosa promessa a eles feita. Seus pecados deviam ser perdoados, e eles deviam exultar somente em Deus. Nesse alegre dia da redenção da idolatria, eles exclamariam: “O Senhor ali nos será grandioso, lugar de rios e correntes largas. … O Senhor é o nosso juiz; o Senhor é o nosso legislador; o Senhor é o nosso rei; Ele nos salvará.” Isa. 33:21 e 22.

(Profetas e Reis – Ellen G. White)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s