22.11.2012

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

 

Ouvi a palavra que o Senhor vos fala a vós, ó casa de Israel. Assim diz o Senhor: Não aprendais o caminho das nações, nem vos espanteis com os sinais do céu; porque deles se espantam as nações.

Jeremias 10:1-2

Para Refletir…

 

É lamentável que homens a quem foram confiadas esplêndidas habilidades para serem empregadas no serviço de Deus, tenham prostituído suas faculdades no serviço do mal e colocado seus talentos aos pés do inimigo. Submeteram-se na mais servil escravidão ao príncipe do mal, ao passo que rejeitaram o serviço de Cristo, considerando-o humilhante e indesejável. Encararam a obra do seguidor de Cristo como estando abaixo de suas ambições e requerendo um declínio de sua grandeza, uma espécie de escravidão que reprimiria suas faculdades e restringiria o círculo de sua influência. Aquele que havia feito um infinito sacrifício para que eles pudessem ficar livres da servidão do mal foi posto de lado como indigno de seus melhores esforços e mais elevado serviço.

Estes homens receberam seus talentos de Deus, e toda gema do pensamento pela qual foram considerados dignos da atenção de sábios e pensadores, não pertence a eles, mas ao Deus de toda a sabedoria, a quem não reconheceram. Por meio da tradição e da falsa educação, tais homens são exaltados como educadores do mundo; mas, dirigindo-se a eles, os estudantes se acham em perigo de aceitar o vil juntamente com o precioso; pois a superstição, o raciocínio capcioso e o erro estão mesclados com porções de verdadeira filosofia e instrução. Esta mescla forma uma poção que é venenosa para a alma, destruindo a fé no Deus de toda a verdade. Os que têm sede de conhecimento não precisam dirigir-se a essas fontes contaminadas, pois são convidados a ir à fonte da vida e beber livremente. Esquadrinhando a Palavra de Deus, podem encontrar o tesouro escondido da verdade que por longo tempo tem estado oculto sob o refugo do erro, da tradição humana e das opiniões dos homens. (…)

Os que pretendem ser cristãos, que professam crer na verdade e que no entanto bebem nas fontes contaminadas da incredulidade, e por preceito e exemplo apartam a outros das frias águas de neve do Líbano, são néscios, embora professem ser sábios.

(Fundamentos da Educação Cristã Ellen G. White)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s