17.08.2012

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

 

E o Senhor, Deus de seus pais, falou-lhes persistentemente por intermédio de seus mensageiros, porque se compadeceu do seu povo e da sua habitação. Eles, porém, zombavam dos mensageiros de Deus, desprezando as suas palavras e escarnecendo dos seus profetas, até que o furor do Senhor subiu tanto contra o seu povo, que mais nenhum remédio houve.

2 Crônicas 36:15-16

Para Refletir…

 

O dom de profecia não se limita a certa época. Encontram-se, no relato inspirado, exemplos de sua manifestação desde os tempos primitivos. Enoque, o sétimo depois de Adão, foi profeta. Olhando através dos séculos, viu em visão profética a vinda do Senhor e a execução do juízo final sobre os ímpios. Jud. 14 e 15. O Senhor apareceu em visão a Abraão, Isaque e Jacó, predizendo as bênçãos que concederia à sua posteridade. Com eles renovou Seu concerto, fazendo-lhes ver de antemão a recompensa final dos justos, e contemplar as glórias da cidade celestial, cujo Construtor e Artífice é Deus. Heb. 11:10.

Moisés, escolhido por Deus para guiar os israelitas, do cativeiro do Egito à terra de Canaã, foi um poderoso profeta. Predizendo a vinda do Messias, disse: “O Senhor teu Deus te despertará um Profeta do meio de ti, de teus irmãos, como eu; a Ele ouvireis.” Deut. 18:15. Deus deu muitas revelações a este homem fiel; e, conquanto a glória divina não lhe fosse inteiramente revelada, a Palavra declara que Deus falava com ele “cara a cara”. Deut. 34:10.

Depois de os filhos de Israel se estabelecerem em Canaã, a influência dos idólatras, de que se achavam cercados, desviou-os do verdadeiro Deus para a adoração do Sol, da Lua, das estrelas, bem como para o culto das imagens de escultura, feitas de ouro, prata, madeira e pedra. Assim transgrediram os mandamentos do Céu que haviam sido dados para seu próprio bem. O amante coração de Deus sofreu ao ver a nação escolhida transviada de seu Criador e Benfeitor, e seguindo procedimento que a levaria à ruína.

Por entre a apostasia geral, alguns havia que mantinham aliança com Jeová; e dentre estes Deus escolhia profetas a quem comissionava para exortar o povo ao arrependimento e advertir dos males que seu proceder certamente lhes acarretaria. (…)

Entre os profetas de Israel, salientaram-se Samuel, Elias, Eliseu, Isaías, Jeremias, Ezequiel e Daniel. Com palavras veementes exortavam o povo a que se apartassem de seus maus caminhos, assegurando-lhe que o Senhor os receberia com indulgência e abençoaria, e os curaria de seu estado transviado. Alguns dos escritos desses profetas têm aplicação especial para o tempo em que vivemos. Escreveram de coisas que deveriam acontecer “nos últimos dias” (Isa. 2:2), ou no “tempo do fim”. Dan. 12:4.

(Vida e Ensinos Ellen G. White)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s