Resumo da Lição (04)

Texto-chave: Mateus 28:19, 20

O aluno deverá…

Conhecer: A relação entre conhecer Cristo pessoalmente e compartilhá-Lo apaixonadamente. O propósito desta lição é revelar que o fruto de conhecer Cristo é compartilhar Cristo. Cristãos saudáveis oram, estudam e testemunham. Sem testemunho, oração e estudo da Bíblia podem facilmente se tornar formalismo vazio ou ritual farisaico.

Sentir: O desejo natural de testemunhar, que transborda de um coração convertido.

Fazer: Aproveitar as oportunidades dadas por Cristo para testemunharmos e reservar tempo a cada semana para o serviço altruísta e o evangelismo.

Esboço

I. Conhecer: As palavras finais de Cristo 
A. Por que as palavras de despedida de Cristo, em Mateus 28:18-20, são tão vitais para a igreja hoje?
B. Quais os dois aspectos que tornaram o testemunho dos discípulos tão eficaz?

II. Sentir: Experimentando o impacto do poder do Espírito Santo
A. Como você se sentiria se fizesse parte de um pequeno grupo de cristãos do Novo Testamento, cujo Mestre tivesse acabado de subir ao Céu, deixando-o com a difícil tarefa de alcançar o mundo com a mensagem do Seu amor?
B. O que deu a esses discípulos tanta confiança? O que nos dá confiança de que a tarefa pode ser concluída em nossos dias?
C. Qual é o papel do Espírito Santo e dos anjos na conquista de pessoas? Qual é o nosso papel?

III. Fazer: Cumprindo a missão
A. O que significa para você a Grande Comissão de Mateus 28:18-20?
B. De que maneira você tem tentado compartilhar o amor de Jesus com outras pessoas?

Resumo: Testemunhar e viver para ser uma bênção aos outros é o fruto de uma experiência íntima com Jesus. Cristianismo é muito mais do que tentar salvar a nós mesmos. Significa permitir que Jesus nos salve e nos envie como embaixadores de Sua graça, a fim de levar a outros o amor que transformou nossa vida. Quando experimentarmos esse amor, experimentaremos o verdadeiro reavivamento.

Ciclo do Aprendizado

Motivação

Focalizando a Palavra: Mateus 28:18-20

Conceito-chave para o crescimento espiritual: Cristianismo autêntico sempre se manifesta no testemunho e serviço. Quando conhecemos Cristo, desejamos compartilhar Cristo. O reavivamento é acompanhado pelo testemunho fervoroso. Isso ocorreu no livro de Atos e ocorre na igreja hoje.

Somente para o professor: O foco da lição desta semana é que todo reavivamento genuíno deve se manifestar no testemunho, que não é apenas consequência do reavivamento, mas razão essencial para sua existência. Ajude sua classe a entender que, quanto mais estivermos envolvidos no serviço de Cristo, mais perto dEle estaremos.

Atividade de abertura: Leia com a classe a seguinte declaração do livro Caminho a Cristo. Se necessário, leve cópias do texto para distribuir aos alunos. Depois responda às perguntas seguintes à declaração.

“Se vos puserdes a trabalhar como Cristo determina que Seus discípulos o façam, e conquistar almas para Ele, sentireis a necessidade de uma experiência mais profunda e um maior conhecimento das coisas divinas, e tereis fome e sede de justiça. Instareis com Deus, e vossa fé se fortalecerá e vossa alma beberá livremente da fonte da salvação. As oposições e provações que encontrardes vos impelirão para a Bíblia e para a oração. Crescereis na graça e no conhecimento de Cristo e desenvolvereis uma rica experiência” (Ellen G. White, Caminho a Cristo, p. 80).

1. Com base na declaração de Ellen G. White, qual é a relação entre a vida espiritual e o testemunho sobre a fé?

2. De que maneiras o testemunho contribui para o crescimento espiritual?

Compreensão

Só para o professor: Enfatize a importância das palavras finais de uma pessoa. Mateus 28:18-20 é a comissão dada aos discípulos por Cristo em Sua despedida. Pergunte aos alunos se eles já receberam uma carta ou e-mail de alguém que sabia que estava perto da morte. Possivelmente alguém se lembre da última noite que um filho ou filha passou em casa, antes de se mudar para outra cidade para estudar, antes de se casar ou começar a servir o Exército. Como foram esses momentos?

Comentário Bíblico

I. Palavras finais de Cristo
(Recapitule com a classe Mateus 28:18-20.)

Nossa passagem começa com a promessa de poder. Jesus disse: “Toda a autoridade [poder] Me foi dada no Céu e na Terra. Ide, portanto […]”. A palavra “autoridade” é exousia em grego. É o mesmo poder que Jesus exerceu livremente sobre as forças do mal em Seu ministério. Com base na autoridade de Cristo e por meio do poder de Cristo Seus discípulos são enviados. A Grande Comissão é acompanhada por uma grande promessa. Eles não vão em sua força, mas na dEle.

A comissão “Ide” inclui cada cristão. Nosso Senhor não chama os qualificados. Ele chama todos os cristãos e os qualifica. A prioridade é fazer discípulos de todas as nações. O cristianismo foi a primeira religião verdadeiramente internacional. As palavras de Jesus eliminam as fronteiras nacionais. Os seguidores de Cristo são membros de Sua igreja, que inclui pessoas de “cada nação, e tribo, e língua, e povo” (Ap 14:6). A missão da igreja é alcançar o mundo com a mensagem de Jesus e Sua verdade. Para os que Lhe entregam a vida, Jesus promete Sua presença. Ele declara: “Estou convosco todos os dias até à consumação do século” (Mt 28:20). Embora Cristo não mais estivesse presente fisicamente com Seus discípulos, mediante o ministério do Espírito Santo, Ele continuava tão perto deles como se nunca tivesse partido. A promessa de Sua presença sustentaria a igreja na realização da missão até a volta de Cristo.

Pense nisto: Quando compartilhamos a Palavra de Deus, fazemos isso com a autoridade de Jesus Cristo. Participamos com Ele da missão em relação ao mundo perdido. Como isso faz você se sentir?

II. A promessa de Poder
(Recapitule com a classe Atos 1:8; 2:38, 39.)

A palavra para poder em Atos 1:8 é dunamis, da qual é derivada a palavra dinamite. Esse é o poder do Espírito Santo que vem sobre os que entregam a vida a Jesus, como foi prometido em Atos 2:38, 39. É o poder para vencer as forças do mal e proclamar o evangelho até os confins da Terra. O dom do Espírito Santo é absolutamente essencial para receber poder a fim de testemunhar. O reavivamento de Atos ocorreu quando os discípulos entregaram a vida à missão de alcançar o mundo com o evangelho. Quando a igreja de Cristo obedecer à ordem de anunciar a boa-nova de Sua graça ao mundo, Seu Espírito cairá com pleno poder, para que ela seja fortalecida e realize a tarefa dada por Ele.

De acordo com Atos 2, a promessa do Espírito Santo não foi apenas para a igreja do Novo Testamento, mas para Seu povo até o fim do tempo. Em seu sermão no dia de Pentecostes, Pedro assegurou aos convertidos recém-batizados que a promessa era “para [eles…], para [seus] filhos e para todos os que ainda [estavam] longe, isto é, para quantos o Senhor, nosso Deus, [chamasse]” (At 2:39). A promessa do Espírito Santo é para todas as gerações de cristãos. É especialmente necessária para Sua igreja dos últimos dias para terminar a obra de Deus na Terra. Sem o derramamento do Espírito Santo, a tarefa de anunciar o evangelho aos confins da Terra é impossível. Mas, pelo poder de Jesus, manifesto em Seu Espírito, o impossível se torna possível (Mt 19:26). Nossa maior necessidade é o derramamento do Espírito Santo, mas Deus não O derramará sobre uma igreja que tem pouco interesse em testemunhar.

Pense nisto: Pouco antes de Jesus subir ao Céu, Ele prometeu enviar o mais precioso dom de Deus à Sua igreja na Terra, o dom do Espírito Santo. Quando testemunhamos de Jesus, o fazemos com Sua autoridade e no poder do Espírito Santo. Por que, então, às vezes somos tão impotentes no testemunho?

III. Encontros divinos
(Recapitule com a classe Atos 8–10.)

Ao estudar a experiência de Filipe e o etíope, na lição de quinta-feira, destaque o poder miraculoso de Deus, descrito em Atos 8–10. O Espírito Santo abriu as portas para três grupos de pessoas em tempo muito curto. Em Atos 8, vemos o continente africano se abrindo para o evangelho. O tesoureiro da Etiópia recebeu Cristo quando o Espírito Santo conduziu Filipe até ele. Em Atos 9, Saulo foi convertido. Seu nome e sua vida foram transformados. Paulo proclamou o evangelho por toda a Ásia Menor, e igrejas foram levantadas em todo o mundo mediterrâneo. Em Atos 10, Deus deu sonhos tanto a Cornélio quanto a Pedro a fim de prepará-los para um encontro divino. Cornélio, líder do exército romano, aceitou Cristo e, sem dúvida, influenciou seus associados romanos. Relembre à classe que quando aproveitamos as oportunidades que Cristo oferece, Ele abrirá portas que não podemos sequer imaginar.

Pense nisto: Deus prepara pessoas para nosso testemunho antes de as conhecermos. Como essa preparação acontece?

Aplicação

Só para o professor: Use as seguintes perguntas para enfatizar a necessidade de que cada cristão se envolva ativamente no testemunho.

Perguntas para reflexão

1. Por que o reavivamento não é possível sem compromisso com o testemunho?

2. Qual é o papel do reavivamento no testemunho? Qual é o papel do testemunho no reavivamento?

Perguntas para aplicação

Quais atividades de testemunho podemos realizar como classe da Escola Sabatina? Que atividades podem ser semanais ou mensais?
Atividades de testemunho: Analise com a classe vários projetos de testemunho e missão nos quais vocês podem participar juntos. Aqui estão algumas possibilidades:

1. Faça uma lista de ex-membros da igreja e pessoas afastadas. Comece a orar por eles e dedique um sábado por mês para visitá-los.

2. Faça uma lista de pessoas que estão no hospital ou em casas de repouso e visite-as mensalmente.

3. Separe um sábado a cada dois meses para distribuir literatura no bairro da igreja.

4. Que outras coisas você pode imaginar? Faça sua lista e escolha algumas atividades de testemunho para realizar com a classe.

Atividades práticas

Somente para o professor: O ponto principal na lição desta semana é que, sem testemunho não pode haver reavivamento. O Espírito Santo vem para fortalecer o testemunho de modo que alcancemos os outros com o evangelho. Orar pelo reavivamento inclui orar pelos perdidos e fazer tudo o que pudermos para alcançá-los para Jesus.

1. Sua experiência com Jesus aprofundou o desejo de testemunhar de Seu amor?

2. Houve um momento em sua vida em que você se envolvia ativamente no serviço de Cristo? Você se sentia mais perto de Jesus? Por quê?

3. É possível nós nos tornarmos tão envolvidos que fiquemos esgotados, negligenciando a oração e estudo da Bíblia. Como podemos evitar que isso aconteça?

Planejando atividades: O que sua classe de Escola Sabatina pode fazer na próxima semana como resposta ao estudo da lição?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s