A Benção do Senhor Enriqueçe

“A bênção do Senhor enriquece, e, com ela, Ele não traz desgosto.” Provérbios 10:22

As pessoas, em geral, são destruídas e opressas precisamente por aquilo que buscam e a que atribuem valor. É apenas a presença de Deus que transforma, redime e dá significado ao que somos, temos e fazemos. Nossos ais iniciam quando Deus é forçado a deixar o centro de nossa vida e permitimos que falsos deuses tomem Seu lugar em nosso altar interno. Depois da queda, por natureza, o ser humano não tem paz no coração. Em nossa tentativa de resolver essa situação, agravamos nosso estado, permitindo que usurpadores nos governem. Os dons divinos tomaram o lugar de Deus, e todo o curso da natureza é desfigurado por essa monstruosa substituição.

Julgamos que os problemas reais serão resolvidos com o acúmulo de coisas. Possuir e possuir, cada vez mais, é como um câncer enraizado, endurecido e fibroso que nos subjuga e manipula. Cobiçamos as coisas com intenso desejo. Os pronomes “eu” e “meu” podem parecer inocentes quando escritos, mas seu domínio constante e universal é significativo. Eles expressam a real natureza do velho Adão em nós melhor do que centenas de compêndios de teologia poderiam fazê-lo. Essa incorrigível concentração em nós mesmos é o sintoma de nossa enfermidade.

O materialismo é a doutrina de que o único ou o mais alto valor e objetivo da vida encontram-se no bem-estar e segurança material. Em essência, o materialismo coloca uma etiqueta errada de preço nas coisas deste mundo e nas coisas de Deus. É uma ilusão pensar que apenas os ricos são vítimas desse assédio. Em muitos casos, os ricos são dominados pelo que têm, e os pobres pelo que gostariam de ter. Mas o resultado é o mesmo.

O materialismo começa com nossas crenças. Não é meramente aquilo que dizemos acreditar, mas o que realmente cremos, o estilo de vida pelo qual vivemos. Cristãos podem negar a teoria materialista, mas tornar-se materialistas práticos. Materialismo é uma questão do coração. Ele não pode ser corrigido por discursos ou seminários de moralidade e ética. A única esperança é uma mudança radical em nossa visão. Apenas Deus pode oferecer o contexto adequado para entendermos a nós mesmos e o lugar das coisas, das posses e do dinheiro. Você já observou com atenção os Dez Mandamentos? Eles começam com Deus, passam para as pessoas e terminam com as coisas. Essa é a ordem!

Meditação Matinal 2014

Anúncios

Sobre Silvio L. Marcelino

Cristão (Adventista do Sétimo Dia). Tecnólogo em Marketing, Licenciado em História - Atualmente atua como Professor de História.
Esse post foi publicado em Reflexões. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s