Wyllys: Voo MH17 Pode Ter Sofrido “Ataque Homofóbico”

Vendo o mundo com uma lente homo

O deputado Jean Wyllys (Psol-RJ) causou alvoroço nas redes sociais ao levantar a hipótese de que o Boeing-777, da Malaysia Airlines, foi, na verdade, vítima de um “ataque homofóbico”. O avião caiu na Ucrânia, na região de Donetsk, após ser atingido por um míssil. O voo saiu de Amsterdã, na Holanda, e seguia para Kuala Lumpur. Com 298 passageiros, a principal explicação para o ataque, até o momento, seria o conflito entre Rússia e Ucrânia, que, segundo Jean, contou com a participação direta dos Estados Unidos – agora apontado como possível culpado, juntamente com a Rússia. “Meu olhar sobre o episódio é mais humanitário e menos preocupado com a geopolítica”, declarou o parlamentar sobre o caso. Segundo ele, “há outro lado nefasto no episódio”, já que, do total de passageiros, havia mais de 100 pessoas que seguiam para a 20ª Conferência Mundial de Aids, na Austrália. “173 eram da Holanda, país referência no financiamento de projetos e no debate avançado sobre HIV e aids, dentre eles, Joep Lange, um cientista reconhecido mundialmente por ter dedicado mais de 30 anos da sua vida à pesquisa sobre o HIV e a aids”, justificou. “Caso essas informações se confirmem, haverá um impacto dessas mortes nas pesquisas e nas políticas públicas futuras de prevenção e combate à aids – e isso é muito grave e desalentador!”, completou.

Jean garante não querer estimular mais uma “teoria da conspiração”, mas insiste em questionar: “O fato de haver especialistas em HIV/aids à bordo do avião terá sido uma mera coincidência ou pode apontar para uma outra explicação sobre o abatimento da aeronave numa região da fronteira entre dois países conservadores?” Mesmo deixando claro se tratar de uma pergunta, o post já teve quase mil compartilhamentos e mais de 200 comentários, a maioria horrorizada com a posição do deputado. “Jean Wyllys, onde eu pego o alvará para falar [b…] a vontade?”, escreveu o usuário João Júnior.

(Diário do Poder)

Nota: É ridículo aproveitar-se de uma tragédia para atrair atenção para si e para sua “causa”. O que esse deputado defensor dos direitos dos homossexuais faz é, na verdade, promover o ódio entre homossexuais e heterossexuais. Só que agora ele ultrapassou as raias da razão e do bom senso. Para ele, tudo na vida se resume na “guerra” entre heteros e homos. Para ele, é como se apenas os homossexuais fossem se beneficiar de uma vacina contra a aids. Simplesmente absurdo!

Fonte: Criacionismo

Nota Versículo do Dia: Só estou publicando este post por ironia! Por que este menino, isso mesmo, deve ser chamado de menino. Já passou dos limites… Eu só queria saber se a motivação dele é simplesmente por loucura (insanidade mental) ou por interesse politico, já que estamos em ano de eleição.

Anúncios

Sobre Silvio L. Marcelino

Cristão (Adventista do Sétimo Dia). Tecnólogo em Marketing, Licenciado em História - Atualmente atua como Professor de História.
Esse post foi publicado em Curiosidades, Notícias. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s