Bebidas Açucaradas Matam 180 Mil Pessoas Por Ano

Especialista indicam reduzir o consumo de bebidas açucaradas Foto: Getty Images​​Aos apreciadores de refrigerantes e de outras bebidas artificiais açucaradas, um alerta. De acordo com uma pesquisa da Escola de Saúde Pública de Harvard, nos Estados Unidos, 183 mil pessoas morreram no mundo em 2010 por consumi-los, sendo 25 mil só nos Estados Unidos. Os dados são do jornal Daily Mail.

Os cientistas analisaram dados com a quantidade de bebidas açucaradas consumidas por idade e sexo. Então, determinaram como as iguarias afetaram taxas de obesidade, diabetes, doenças cardíacas e certos tipos de câncer. Concluiu-se que foram diretamente responsáveis por 133 mil mortes por diabetes, 44 mil por doenças cardiovasculares e 6 mil por câncer em 2010.

A Associação Americana de Bebidas criticou publicamente o estudo, alegando que os pesquisadores não poderiam vincular mortes a bebidas açucaradas. “Não mostra que consumir bebidas com adição de açúcar causa doenças crônicas, tais como diabetes, doenças cardiovasculares ou câncer, que são as reais causas de morte entre os indivíduos estudados”, afirmou em um comunicado.

Mas os autores afirmam que os cinco anos de levantamento lhes permitiram tirar conclusões sólidas sobre o assunto. “Acho que nossos resultados devem realmente impulsionar políticos a fazerem políticas eficazes para reduzir o consumo de bebida açucarada, uma vez que causam um número significativo de mortes”, disse a pesquisadora Gitanjali Singh.

Fonte: Terra

Nota: “Deve ser mantido perante o povo que o correto equilíbrio das faculdades mentais e morais depende em alto grau da devida condição do sistema fisiológico. Todos os narcóticos e estimulantes não naturais que enfraquecem e degradam a natureza física, tendem a baixar o tono do intelecto e da moral. A intemperança jaz à base da depravação moral do mundo. Pela satisfação do apetite pervertido, perde o homem seu poder de resistir à tentação. 

Os reformadores da temperança têm uma obra a fazer em educar o povo nesse sentido. Ensinai-lhes que a saúde, o caráter, e a própria vida, são postos em perigo pelo uso de estimulantes que despertam as exaustas energias a uma ação antinatural, espasmódica. 

Perseverai, e a natureza se aliará. Quanto ao chá, ao café, fumo e bebidas alcoólicas, a única atitude segura é não tocar, não provar, não manusear. A tendência do chá, café, e bebidas semelhantes é no mesmo sentido que as bebidas alcoólicas e o fumo, e em alguns casos o hábito é tão difícil de vencer como é para um bêbado o abandonar os intoxicantes. Os que tentam deixar esses estimulantes, experimentarão por algum tempo sua falta, e sofrerão sem eles. Com persistência, porém, vencerão o forte desejo, e deixarão de sentir sua falta. A natureza talvez exija algum tempo até se recuperar do mau-trato sofrido; dai-lhe, no entanto, uma oportunidade, e ela se reanimará, realizando nobremente e bem a sua tarefa.” – Conselhos Sobre o Regime Alimentar (p. 429-430)

Anúncios

Sobre Silvio L. Marcelino

Cristão (Adventista do Sétimo Dia). Tecnólogo em Marketing, Licenciado em História - Atualmente atua como Professor de História.
Esse post foi publicado em Alimentação, Saúde, Temperança. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s