Pesquisa Revela que Evangélicos Desconhecem as Doutrinas Básicas de sua Fé

Um estudo do Instituto LifeWay Research sobre “posições doutrinárias”, mostra que, enquanto boa parte dos evangélicos têm uma boa compreensão dos ensinamentos doutrinários de suas igrejas, muitos tem dificuldade em explicar sua fé.

 Questões básicas como a salvação, a Bíblia e a natureza de Deus podem confundir os fiéis. Quando perguntados ”Quando você morrer, irá para o céu pois confessou seus pecados e aceitou Jesus Cristo como seu Salvador?”, 19% disseram que não tem certeza. Cerca de 26% dos entrevistados (todos membros batizados de suas igrejas) acreditam que “se uma pessoa está sinceramente buscando a Deus, poderá obter a vida eterna através de outras religiões além do cristianismo”.

O pastor batista Ed Stetzer, presidente da LifeWay, acredita que hoje em dia as pessoas estão acostumadas a ter todo tipo de opinião anunciada pela mídia. “A verdade bíblica é radical porque ensina que a vida eterna é um relacionamento com Deus, através de Jesus Cristo”, lembra.

Entre as respostas dadas sobre a crença na vida após a morte estão:

“Quando você morrer, irá para o céu porque fez o melhor possível para ser uma boa pessoa e viver uma boa vida?” – 7 por cento dos fiéis responderam que sim.

“Você não tem como saber o que irá acontecer depois de sua morte” – 5 por cento concordaram com isso.

“Quando você morrer, irá para o céu porque Deus é amor e todo mundo vai estar no céu com Ele” – 4 por cento creem nisso.

“Quando você morrer, irá para o céu porque você leu a Bíblia, se envolveu na igreja, e tentou para viver como Deus queria que você vivesse ” – 2 por cento responderam positivamente.

“Não há vida após a morte” – 1 por cento pensa assim.

 A pesquisa também questionou a singularidade do Deus da Bíblia. Contudo, 12% das pessoas não sabiam responder se havia diferença entre ele e os deuses descritos por outras religiões. Ao serem perguntados sobre o pecado, 13% dos evangélicos não sabem dizer se é necessário uma punição para os pecadores.

“Se as igrejas fizeram uma avaliação do que seus membros pensam sobre estas verdades bíblicas, muitos ficariam surpresos ao descobrir como as doutrinas básicas são ignoradas ou questionadas”, disse Stetzer. ”Cada igreja tem uma combinação diferente do número de discípulos maduros e de bebês espirituais que ainda necessitam compreender a mensagem básica do Evangelho”.

Ele explica que a LifeWay tem feito esse tipo de pesquisa pois acredita que o discipulado é um processo que deve ajudar cada pessoa a crescer em sua jornada espiritual. Mesmo assim, a maioria das igrejas tem deixado de lado a Escola Bíblica ou os chamados “cultos de doutrina”, preferindo focar nos “cultos da família” ou em eventos.

Essa pesquisa ouviu 2.930 adultos que são membros de uma igreja evangélica e frequentam os cultos no mínimo uma vez por mês. A margem de erro é de 1,8 por cento para mais ou para menos.

Fonte: (Genizahvirtual)

Nota Gilberto Theiss: Muitos líderes de igrejas estão mais preocupados com shows, dízimos e com entretenimentos, e, por este motivo, o relativismo doutrinário potencializado pela busca por satisfação material, carnal e do ego, muitos professos cristãos estão se tornando meros espectadores espirituais. Toda a lei ou experiência cristã tem se transformado na simples regrinha básica do “importante é se sentir bem”. A doutrina em uma comunidade pós-moderna secularizada apenas dificulta a permanência de pessoas na igreja e o compromisso cristão, e por este motivo, alguns pastores e líderes preferem tornar a doutrina menos importante. Nas minhas experiências, de “observador do comportamento e ideologias de líderes de igrejas”, já depararei-me com este tipo de pensamento. Um líder certa feita afirmou que não é bom pregar sobre profecias, pois, este tema assusta alguns afastando-os da igreja. Outro líder, foi um pouco mais intransigente afirmando que não precisamos de doutrinas, mas apenas de amor.

Ok, tudo bem, então o negócio é, transformar a igreja em um centro de auto ajuda? Ora, ao longo de meus primeiros passos na vida cristã havia aprendido com homens sérios que a igreja é como um vasto hospital onde pessoas são tratadas de suas mazelas espirituais/morais. No entanto, algumas igrejas, graças aos seus líderes mais iluminados, estão se tornando em casas de shows, e os dízimos uma espécie de ingresso ou mensalidade para fazer parte desta casa de terapia emocional. As palavras de Jesus para “tomar a cruz” e seguí-Lo estão se transformando nos púlpitos, em, pegue o seu dízimo e segue-me, e eu te darei show e terapia psicológica. Doutrina? relaxa, estamos em outros tempos.

Fonte: Gilberto Theiss

Anúncios

Sobre Silvio L. Marcelino

Cristão (Adventista do Sétimo Dia). Tecnólogo em Marketing, Licenciado em História - Atualmente atua como Professor de História.
Esse post foi publicado em Curiosidades, História Contemporânea. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Pesquisa Revela que Evangélicos Desconhecem as Doutrinas Básicas de sua Fé

  1. Concordo com suas explanações, não quanto ao dizimo pois o Senhor Deus foi quem falou trazei todos os dizimos a casa do tesouro (casa de Deus), agora quanto ao uso dele (dizimo) cabe ao representante da igreja prestar contas a Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s