Multimídia, Um Recurso Auxiliar No Culto

Multimídia, um Recurso Auxiliar no CultoUm dos recursos cada vez mais usado na comunicação são os recursos de multimídia (sons, vídeos, slides, imagens). A exemplo do computador e do celular, este recurso veio para ficar. Ele tem sido uma bênção na condução dos cultos, palestras, estudos bíblicos e reuniões. Apesar de ser um instrumento valioso para a igreja, ele pode trazer problemas se for mal usado. O desafio então é usá-lo corretamente. As vantagens dele são conhecidas e não é necessário descrevê-las. Porém, quais seriam os perigos do uso inadequado dos recursos de multimídia?

1. Recursos audiovisuais sempre são bem vindos no culto. No entanto, quando eles se tornam o centro das atenções, o culto perde o foco. O foco do culto não devia estar no recurso, mas na mensagem para a qual o recurso transmite. O senhor Jesus também se utilizou de recursos para ensinar. Certa vez, ele subiu a um monte para falar melhor (Mateus 5:1); noutra ocasião, ele utilizou um barco para ensinar a multidão na praia (Lucas 5:3). Em ambas as situações, o foco não estava nos recursos, mas na sua Palavra. Quando um recurso de multimídia é responsável por encher a igreja, é preciso perguntar se ele não está sendo mais valorizado do que a própria Palavra.

2. Em alguns lugares, todo o culto é projetado no projetor ou no telão, inclusive hinos e leituras bíblicas. Isso faz com que as pessoas deixem de folhear a Bíblia e o hinário. O único contato com a Bíblia passa a ser o visual. Com o tempo, elas não saberão mais localizar passagens ou livros da Bíblia. Mesmo que, no futuro, a Bíblia deixe de ser impressa em papel é preciso saber “folheá-la” eletronicamente.

3. Há casos em que são projetados excesso de imagens, cores e texto. Isso faz com que o culto vire uma poluição visual. O excesso de informação e ilustração, ao invés de ajudar, perturba. Em alguns casos, também acontece uma projeção indiscriminada de imagens. Muitas delas são “catadas” na internet sem a menor reflexão sobre sua origem. Algumas imagens beiram ao chocante. A impressão que se tem, é que, o texto projetado não é suficientemente forte, por isso, precisa ter uma imagem de impacto para que fale mais que o texto. É sempre melhor que as imagens sejam discretas para que a atenção não esteja nelas, mas no texto.

4. O uso dos recursos de multimídia pode também afetar o sistema litúrgico tradicional. Ele tem sido usado para se investir excessivamente na variedade litúrgica. Mesmo que se mantenha o esqueleto da liturgia, o que dita o tom é a variedade. Isso oferece o perigo de descartar a histórica liturgia e seu rico conteúdo. Com o tempo, também se corre o risco de perder a identidade cultual.

5. Os recursos de multimídia tem a vantagem de oferecer novidades, mas nisso também mora um perigo, pois o que é novo hoje, amanhã não é mais. Com isso, é necessário buscar sempre mais novidades, para, de alguma maneira, continuar agradando. O perigo é fazer das novidades o centro do culto.

6. E o bom uso dos textos projetados  também passa pela escolha mais adequada da fonte, isto é, o formato da letra. Evite as serifadas como a Times New Roman e semelhantes. Prefira letras como Arial, Tahoma, Verdana. E quanto ao tamanho da letra, use aquele em que a pessoa mais distante da tela possa ler, sem nenhuma dificuldade. Assim, o valor do culto não pode depender o projetor. O culto depende da Palavra e dos sacramentos, pelos quais Deus age. A ausência do projetor e de outros recursos não deveria desmerecer o culto, pois o centro das atenções é o altar, onde estão a Palavra e os sacramentos.

Os recursos de multimídia devem ser usados como uma ferramenta no culto, para ajudar as pessoas a entenderem melhor o que Deus está dizendo. Ele não deveria substituir nem Bíblia, nem hinário, nem pastor. A imagem que ele transmite deve sublinhar a mensagem, e não dispersar o pensamento com ilustrações muito diversificadas. Ele deve ser um recurso para memorizar, para fixar ideias, para mostrar gráficos e mapas, para mostrar a grandeza do amor de Deus por nós. Também deveria ser usado como recurso da nossa resposta ao amor de Deus.

Fonte: Música Sacra e Adoração

Publicado em Curiosidades, Liturgia, Perigos Das Mídias, Um Bom Conselho | Deixe um comentário

Ex-Bispo É Batizado Em São Paulo E Encerra 45 Anos De Busca Pela Verdade

Foram 45 anos de atuação como padre e bispo da Igreja Católica até conseguir preencher a lacuna que sentia desde a época do seminário. Este é o resumo da história de Francisco Alves Feitosa, batizado na igreja do Peri Alto, em São Paulo.

Francisco nasceu em Paulo Afonso, BA, e aos seis anos foi encaminhado ao seminário, como era desejo de toda a família, praticante do catolicismo. Em 1969 concluiu os estudos e se tornou padre e depois bispo.

“Sempre sentia uma lacuna, sentia um vazio, mesmo durante a liturgia. A tradição não oferece elementos contundentes para uma vida de paz”, explica o ex-bispo, ao lembrar de sua vida religiosa. Ele conta que residia na Diocese do Rio de Janeiro quando foi designado a apresentar um programa da Igreja Católica na televisão.

Como vinha analisando a Bíblia, decidiu apresentar estudos próprios que contradiziam as doutrinas católicas sobre a primazia de Pedro e alguns outros dogmas. “O arcebispo me chamou a atenção, e eu disse que me alicerçava na Bíblia. Mas, ele disse que eu estava errado por fugir à tradição da Igreja Católica, e que isso não poderia acontecer”, conta.

Foi nessa época que ele foi submetido a uma espécie de afastamento das atividades do cargo, em um ano de reclusão para reavaliar os questionamentos que fazia. Neste período, em viagem a São Paulo para visitar parentes, procurou por iniciativa própria a sede da Associação Paulista Leste (APL), sendo atendido pelo pastor Agnaldo Leônidas Guimarães, que o presenteou com alguns livros da Igreja Adventista.

Terminado o período de reclusão, Francisco decidiu que realmente não poderia conviver com as mensagens que descobrira, em contradição com a doutrina que até então seguia e ensinava. No dia 11 de novembro de 2013 ele deixou oficialmente a Igreja Católica, e decidiu mudar-se para São Paulo, onde procurou uma Igreja Adventista próxima de sua residência.

Quando começou a visitar o templo localizado no Jardim Damasceno, Francisco disse que gostaria de conversar com o pastor, e lhe deram o telefone. “Era um domingo quando ele me telefonou, e vou confessar que tomei um susto. Fiquei com um pouco de medo, porque a história era estranha”, conta o pastor Leonardo Augusto Barbosa, que atende o distrito do Peri Alto. Acompanhado de um membro da igreja sede do distrito o pastor foi a casa do ex-bispo e se surpreendeu. “Ele já não acreditava mais na santidade de Maria e sabia praticamente 90% da nossa doutrina. Ele apenas não compreendia o que significava o espírito de profecia que havia lido em Apocalipse, mas se dizia pronto para aprender e entender”, conta o pastor.

Passados três meses de estudos intensivos com o pastor Leonardo, o ex-bispo foi batizado em uma cerimônia com igreja lotada e a presença do presidente da Associação Paulista Leste, pastor Erlo Braun.

“Estou felicíssimo e estou descendo as águas batismais. Trouxe os restos mortais que são as batinas para mostrar ao povo que eu sou um milagre nas mãos de Deus”, concluiu Francisco.

Fonte: Noticias Adventistas

Nota: O chamado de Deus começa a ecoar no coração dos fiéis. Quem tem ouvido ouça… “Então ouvi outra voz do céu que dizia: “Saiam dela, vocês, povo meu, para que vocês não participem dos seus pecados, para que as pragas que vão cair sobre ela não os atinjam! Pois os pecados da Babilônia acumularam-se até o céu, e Deus se lembrou dos seus crimes.” [Apocalipse 18:4-5]

Publicado em E Conhecereis A Verdade..., Missão da Igreja, Notícias, Providência Divina | Deixe um comentário

Guia-me, Pois Sou Cego!

“Ora, quando Faraó deixou ir o povo, Deus não o conduziu pelo caminho da terra dos filisteus, se bem que fosse mais perto; porque Deus disse: Para que porventura o povo não se arrependa, vendo a guerra, e volte para o Egito;” Exodo 13:17

Sou grato a Deus por nem sempre me responder às orações da maneira que peço. Alguém poderia dizer: ‘Mas como assim?’

Minha visão é limitada ao que está ao alcance do meu entendimento, da minha experiência, da expectativa natural e humana de como o mundo funciona, por isso, então, para caminhar alinhado à vontade de Deus, não posso depender desta visão, mas preciso do sobrenatural que altera todas as circunstâncias.

Para entender a vontade de Deus nossa mente é cega mesmo. Deus nos ama tanto amados, que não podemos desconfiar da Sua liderança, soberania, propósito em nossas vidas, ainda que não entendamos muita coisa por um bom tempo. O que geralmente acontece é que permitimos ser dominados pela ansiedade de resolver as coisas da nossa própria maneira, não queremos esperar em Deus. Para algumas pessoas a palavra ‘esperar’ parece sinônimo de maldição, como se devêssemos fugir disto a todo o custo. E não é!

Deus conhecia o coração daquele povo, assim como conhece o seu coração. Deus precisava provar os seus corações para conhecer sua fidelidade, mas também queria protegê-los de serem tão tentados a ponto de voltar para o Egito. Conosco o mesmo acontece. Pode ser que o caminho pelo qual o Senhor tem te dirigido pareça ser longo e demorado, e se você ‘cortasse alguns atalhos’ tudo iria deslanchar. Não faça isto, por amor ao que Deus tem para tua vida! Deus te conhece e sabe dos teus limites.

“Mas Deus fez o povo rodear pelo caminho do deserto perto do Mar Vermelho; e os filhos de Israel subiram armados da terra do Egito.” Êxodo 13:18

Deus sabia que a ameaça da guerra contra outro povo iria amedrontar o povo que provavelmente voltaria para trás. Você consegue enxergar o cuidado e amor de Deus por sua vida na longa espera, aos seus olhos? Como seres humanos temos a tendência de ficarmos inseguros da nossa posição quando somos afrontados, desafiados, ameaçados.

Mesmo que você não entenda o caminho pelo qual o Senhor tem te levado, confie nEle. “Moisés levou consigo os ossos de José, porquanto havia este solenemente ajuramentado os filhos de Israel, dizendo: Certamente Deus vos visitará; e vós haveis de levar daqui convosco os meus ossos.“ Êxodo 13:18.

José, muitos anos antes já sabia do que Deus faria por seu povo ali no Egito. Deus já havia preparado todas as coisas muito antes delas acontecerem. E embora parecesse difícil no momento, foi o melhor que poderia ter ocorrido.

Ainda hoje Deus tem uma Canaã para cada um de nós, e a cada um de nós será dada a oportunidade de deixar o ‘Egito’, ‘atravessar o deserto’, conquistar a terra prometida. “Por isso convém atentarmos mais diligentemente para as coisas que ouvimos, para que em tempo algum nos desviemos delas.” Hebreus 2:1.

Fortaleça-se no Senhor, deixe Sua Palavra te sustentar, te encorajar, te corrigir e limpar teu coração. Assim como foi com o povo saído do Egito, enquanto eles seguiram ao Senhor tudo foi conforme Ele havia dito. O Senhor cumprirá Sua promessa desde que você permaneça no caminho que Ele preparou.

André de Oliveira

Publicado em O Poder de Deus, Reflexões | Deixe um comentário

Shimon Peres Propõe Que Papa Presida “ONU Das Religiões”

O papa Francisco recebeu nesta quinta-feira no Vaticano o ex-presidente de Israel Shimon Peres, que, ao longo do encontro, sugeriu ao pontífice a criação de uma nova Organização de Religiões Unidas – algo como “uma ONU das religiões”, como ele mesmo descreveu. Em entrevista à revista Famiglia Cristiana, realizada antes do encontro com o papa Francisco, Peres afirmou que pretendia abordar essa questão junto ao pontífice durante o encontro na Casa de Santa Marta, onde vive o Santo Padre. “O Santo Padre é um líder respeitado por tantas pessoas de várias religiões e por seus expoentes. Bom, acho que é o único líder verdadeiramente respeitado. Por isso me veio esta ideia de propor isso a Francisco”, explicou Peres. “A Organização das Nações Unidas teve seu tempo e, agora, o que vejo é uma ONU das religiões, uma Organização das Religiões Unidas”, disse Peres, que completou: “Seria a melhor maneira para acabar com o terrorismo que mata em nome da fé, já que a maioria das pessoas pratica suas religiões sem matar ninguém.”

Peres, de 91 anos, explicou que a atual ONU é “um organismo político, mas que não tem a mesma convicção vinculada às religiões”. Segundo ele, qualquer declaração de seu secretário-geral (da ONU) “não tem a mesma força e nem a eficácia de uma homilia do papa, que reúne mais de 500 mil pessoas na Praça de São Pedro”.

Além de sugerir a criação da “ONU das religiões”, Peres também abordou a atual situação entre palestinos e israelenses com o papa. Previamente, o escritório de imprensa de Peres havia explicado que eles abordariam as possíveis vias para conseguir a paz no Oriente Médio e “as respostas necessárias à onda de terrorismo na região, que utiliza a religião como justificativa para a violência e o extremismo”.

Peres e o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, tinham participado da jornada da oração pela paz no Oriente Médio, organizada pelo pontífice no último dia 8 de junho no Vaticano.

Fonte: Yahoo Notícias

Publicado em Ecumenismo, Enganos do Inimigo, Mensagens Profeticas, Verdades Para o Tempo do Fim | Deixe um comentário

Presidente da Igreja Adventista Promove o Vegetarianismo

WILSON ENCERRA CONFERÊNCIA DE SAÚDE DE UMA SEMANA DE DURAÇÃO COM APELO PARA QUE OS PARTICIPANTES PRATIQUEM RESOLUTAMENTE O QUE ENSINAM

O presidente da Igreja Adventista, Ted N. C. Wilson, promoveu o valor do vegetarianismo num sermão de sábado, ao encerrar uma conferência sobre saúde de uma semana, em Genebra, na Suíça, e expressou desapontamento por algumas pessoas compararem a ênfase da Igreja num regime alimentar à base de plantas com fanatismo.

Ele também encorajou o público de 1.150 líderes e profissionais de saúde adventistas do sétimo dia de 81 países a compartilharem corajosamente as práticas de saúde centradas em Jesus que haviam aprendido na Conferência Global sobre Saúde e Estilo de Vida, mesmo que enfrentem a oposição em suas igrejas de origem.

Wilson, que comparou a energia requerida de adventistas ao alto metabolismo de um beija-flor, disse que estava familiarizado com desânimo e o melhor recurso foi depender de Jesus. “Espero que saiam deste lugar cheios de desejo intenso de Deus, como o beija-flor, e que cuidem no que fazem, para serem equilibrados, mas proclamando a palavra preciosa de Deus”, disse ele.

A conferência, organizada pelo departamento de Ministérios de Saúde da Igreja a nível mundial, contou com apresentações de base científica dos principais profissionais de saúde globais que mostraram que a melhor salvaguarda contra assassinos prematuros como o câncer, doenças cardíacas e diabetes é um estilo de vida saudável com uma alimentação vegetariana e exercícios regulares.

O objetivo da conferência é, em última instância, abrir centros de saúde comunitários com programas que ofereçam uma combinação de bem-estar físico e espiritual em cada igreja adventista modelada segundo Cristo. Os programas podem incluir cursos de controle de stress, aulas de boa forma, e o Respire Livre-2, uma iniciativa para cessação do fumar divulgada na conferência.

Pratique o que ensina

Em seu sermão de 12 de julho, Wilson voltou a um tema que havia dominado a conferência: Os participantes devem aplicar o que estavam aprendendo a suas próprias vidas, a fim de compartilhar isso mais eficazmente com os outros. “Estilo de vida deve ser modelado”, disse ele. “Evitem estilos de vida prejudiciais. Mostrem o amor de Cristo em tudo o que fazem”.

Wilson acrescentou: “Quero dizer que me sinto triste quando ouço falar de lugares onde se pensa que porque você fala sobre vida saudável, é um fanático; se você fala sobre o serviço do santuário e sua integridade, e da justiça de Jesus, você é algum tipo de charlatão; se falar que Jesus em breve voltará, você é um alarmista; se fala sobre a promoção dos valores da Bíblia e do Espírito de Profecia, você pertence a outro século.

“Quero lhes dizer, irmãos e irmãs: Os princípios da Palavra de Deus e do Espírito de Profecia são tão atuais hoje quanto eram quando foram escritos”, disse ele, obtendo vigorosos “améns” da plateia.

Wilson prefaciou suas considerações dizendo que tinha passado horas de regozijo e orado com os participantes da conferência durante a semana passada, mas tinha ficado perturbado com algumas das coisas que haviam compartilhado.

Wilson então voltou sua atenção para o que os adventistas comem.

“Nancy e eu temos sido vegetarianos por toda a vida”, contou, referindo-se a sua esposa, que estava no corredor. “Isso não significa que estou mais perto do Reino de Deus do que a pessoa que está comendo carne”, acrescentou. “Significa, simplesmente, que estou tentando seguir as leis de saúde de Deus para que os lobos frontais e as terminações nervosas delicadas possam receber as impressões do Espírito Santo de uma forma maravilhosa”.

A Igreja Adventista não tem proibição de comer carne com exceção da carne de porco, camarão e outras carnes designadas como impuras no livro de Levítico. Estudos sugerem que quase metade dos norte-americanos adventistas são vegetarianos, mas muitos crentes em outras partes do mundo, como na América do Sul e na antiga União Soviética, comem carne, e alguns têm resolutamente resistido a mudança.

Apresentadores na conferência de Genebra ofereceram uma abundância de evidências científicas sugerindo que os vegetarianos vivem vidas mais longas, mais saudáveis​​. Também indicaram que uma pessoa saudável tende a ser mais receptiva às questões espirituais do que uma pessoa que está distraída ou entorpecida pelo cansaço ou doença.  

“Quero encorajá-los a lerem algo disso e a orarem sobre isso e ver como o Senhor lhe impressiona em termos de seu estilo de vida: o que come, o que vê, o que lê, o que faz. E eu tenho que fazer o mesmo”, disse ele.

De fato, White escreveu em seu livro “Conselhos Sobre o Regime Alimentar”: “Entre os que estão aguardando a vinda do Senhor, o comer carne será afinal descartado; carne deixará de fazer parte de sua alimentação. Devemos ter sempre em vista esse objetivo, e nos esforçar para trabalhar firmemente nesse rumo”.

Reiterando um ponto que havia destacado na conferência no início da semana, Wilson destacou que o vegetarianismo nunca iria determinar a salvação. ”Vivo de uma maneira saudável, não para ganhar o meu caminho para o céu, mas porque o Senhor me disse que é a melhor maneira de viver”, explicou. “E isso é o que temos de partilhar com os outros. Desafio você a viver o estilo de vida”.

‘Não desanime’

Ele disse aos participantes para permanecerem equilibrados e calmos, se enfrentassem oposição de “sua igreja local ou até mesmo, Deus nos livre, partindo de seu pastor ou de um administrador da Igreja ou uma organização que não entenda do que temos vindo falar esta semana”. “Não desanimem”, instou ele. “Levantem os olhos das pessoas para o que Jesus fez”.

Wilson disse que podia simpatizar com aqueles que são tentados a se sentirem desanimados. “Às vezes, as coisas que as pessoas me lançam são, você sabe de coisas que não são muito agradáveis”, disse ele. “Aprendi com a graça de Deus a deixar tudo a Seu cargo. Apoiar-me Nele”.

Então leu Mateus 5, que diz: “Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e vos perseguirem, e disserem todo o mal contra vós por minha causa. Alegrai-vos e exultai porque é grande o vosso galardão nos céus”.

“Siga com essa atitude”, disse Wilson. “Seja um missionário vital para Jesus. Vá … no poder de Jesus. Seja um defensor vital da obra maravilhosa de Deus”.

Fonte: Agência Adventista Sul-Americana de Notícias

Publicado em Alimentação, Anúncios da Igreja, Missão da Igreja, Nosso Corpo, Notícias | Deixe um comentário

Papa Pede Perdão Pelas Perseguições Dos Católicos Aos Pentecostais

O papa Francisco pediu nesta segunda-feira (28/07/2014) perdão pelas perseguições cometidas pelos católicos aos pentecostais, durante viagem à cidade de Caserta (no sul da Itália) onde se reuniu com seu amigo e pastor evangélico Giovanni Traettino.

A visita já foi qualificada como histórica, pois é a primeira vez que um papa viaja do Vaticano para se encontrar com um pastor protestante.

“Entre as pessoas que perseguiram os pentecostais também houve católicos: eu sou o pastor dos católicos e peço perdão por aqueles irmãos e irmãs católicos que não compreenderam e foram tentados pelo diabo”, afirmou o pontífice.

Francisco esteve em Caserta, em 26 de julho, para celebrar uma missa em honra à padroeira Santa Ana diante de 200 mil católicos.

Desta vez Francisco retornou para se reunir com a comunidade de pentecostais da cidade ao norte de Nápoles e com 350 protestantes vindos de todas as partes do mundo. Ele pediu que os cristãos se unam na diversidade.

“O Espírito Santo cria diversidade na Igreja. A diversidade é bela, mas o próprio Espírito Santo também cria unidade, para que a Igreja esteja unida na diversidade: para usar uma palavra bonita, uma diversidade reconciliadora”, assinalou.

O papa da Igreja Católica também pediu que os cristãos ajudem os mais fracos e os necessitados, e que caminhem ao lado de Deus.

“Não compreendo um cristão que está quieto, o cristão deve caminhar. Há cristãos que caminham ao lado de Jesus, mas em alguns momentos não caminham na presença de Jesus. Isto é porque são cristãos que confundem caminhar com andar, são errantes”, ponderou.

Após o ato, que durou cerca de hora e meia, o papa almoçou com a comunidade, divulgou a Santa Sé em comunicado.

Francisco saiu esta manhã de helicóptero da Cidade do Vaticano e aterrissou em Caserta às 10h15 (05h15 de Brasília), no heliporto da Escola de Suboficiais da Aeronáutica Militar italiana no Palácio Real de Caserta e seguiu de carro até a casa do pastor.

Após esta conversa privada, os dois religiosos foram de carro à igreja evangélica da reconciliação de Caserta, onde alguns fiéis curiosos aguardavam a chegada do papa.

Francisco os cumprimentou antes de entrar na igreja, onde a reunião aconteceu longe das câmeras.

Fonte: JP UOL

Nota: Após a morte de Tony Palmer, Francisco toma as rédias do avanço do ecumenismo. Como a matéria informa foi um encontro histórico, com a iniciativa do pontífice da igreja papal em ir ao encontro de um líder evangélico. Eis que a chaga mortal começa a ser curada, e a terra se maravilha diante de seu poder (Apocalipse 13:3).

“O romanismo é hoje olhado pelos protestantes com muito maior favor do que anos atrás. Nos países em que o catolicismo não está na ascendência, e os romanistas adotam uma política conciliatória a fim de a conseguir, há crescente indiferença com relação às doutrinas que separam as igrejas reformadas da hierarquia papal; ganha terreno a opinião de que, em última análise, não diferimos tão grandemente em pontos vitais como se supunha, e de que pequenas concessões de nossa parte nos levarão a melhor entendimento com Roma. Houve tempo em que os protestantes davam alto valor à liberdade de consciência a tão elevado preço comprada. Ensinavam os filhos a aborrecer o papado, e sustentavam que buscar harmonia com Roma seria deslealdade para com Deus. Mas quão diferentes são os sentimentos hoje expressos!” [O Grande Conflito, p. 563]

Publicado em E Conhecereis A Verdade..., Ecumenismo, Série: O Conflito, Verdades Para o Tempo do Fim | Deixe um comentário

Livro: O Grande Movimento Adventista

grande-movimento-adventista

 

Baixar o Livro: O Grande Movimento Adventista

Publicado em Literatura | Deixe um comentário

Papa Pede Para Pessoas Não Serem Fundamentalistas

Em uma homília na missa deste sábado (2), o papa Francisco destacou a importância de não ser um “fundamentalista”, mas sim se preocupar com o povo. Ele destacou o exemplo do jesuíta São Pedro Fabro, dizendo que ama seu estilo de vida “porque ele pode escolher entre fechar-se no fundamentalismo, em ideias únicas, sem correr nenhum risco, mas escolheu ficar com as pessoas, de ficar com que tinha um pensamento longe do dele e de fazê-lo de acordo com um espírito de discernimento”. São Pedro Fabro foi, ao lado de Santo Inácio de Loyola, um dos fundadores da Companhia de Jesus. Eles fundaram a congregação que ia junto com os europeus quando estes descobriram as terras do Novo Mundo. Os jesuítas levaram o cristianismo a outros povos e Fabro foi declarado santo por Francisco no ano passado. A missa teve a presença de jovens jesuítas, que elogiaram a postura do Pontífice, que pediu para que todos se abraçassem no local. “Ele tem sobriedade, simplicidade e um modo muito concreto de se colocar, de ficar ao nosso lado. Tive, em alguns momentos, a sensação de dividir algo com um irmão, um irmão mais velho”, disse Nicolo Mazza.

(UOL Notícias)

Nota: Recentemente, outra matéria amplamente veiculada na mídia chamou a atenção dos que estudam as profecias e as tendências atuais relacionadas às ações do papa e do Vaticano. Trata-se das “Dez dicas do papa Francisco para a felicidade”. Dentre elas, quero destacar três:

5. Domingos deveriam ser feriado. As pessoas não deveriam trabalhar aos domingos porque “domingo é para a família”, disse o papa.

7. Respeito e cuidado com a natureza. A degradação ambiental “é um dos maiores desafios que temos”, disse também o papa. “Acredito que não estamos nos perguntando: A Humanidade não está cometendo suicídio com esse uso tirânico e indiscriminado da natureza?”

9. Respeite a crença dos outros. “Podemos inspirar as pessoas por testemunho, mas a pior coisa é o proselitismo religioso, que paralisa. A igreja cresce por atração, não por proselitismo.”

Em anos recentes, o termo “fundamentalista” vem sendo mais e mais aplicado àqueles que defendem a literalidade dos primeiros capítulos de Gênesis e o criacionismo. Antes, a palavra era praticamente só usada para se referir a terroristas; agora, os criacionistas bíblicos também vêm sendo considerados “fundamentalistas”, embora nada tenham que ver com aqueles que se matam e matam outros por causa de suas crenças. A associação de uma coisa com a outra é, na verdade, bem perigosa e poderá causar ainda mais confusão no futuro, à medida que a mídia e os acadêmicos hostilizam os criacionistas e o papa, por sua vez, defende uma religião não proselitista e critica os fundamentalistas.

No livro Teologia e Ciências Naturais, da editora católica Paulinas, é dito, na página 239, que “o criacionismo não consiste na sobrevivência de uma cosmovisão pré-científica; ao contrário, trata-se de um fenômeno moderno, ligado primariamente aos adventistas e ao fundamentalismo cristão norte-americano”. E, na página 241, repetem: “Uma das denominações mais importantes no desenvolvimento do criacionismo foi (e ainda é) a Igreja Adventista do Sétimo Dia”. Mas o livro vai mais longe, ao informar (corretamente), que “a história do criacionismo no Brasil está fortemente vinculada à Igreja Adventista do Sétimo Dia. A primeira obra brasileira que tratou do criacionismo foi publicada em 1919; seu autor, Guilherme Stein Jr. (1871-1957), foi o primeiro adventista brasileiro [na verdade, o primeiro adventista batizado no Brasil]” (p. 245). Na página 246, o livro chega a listar os considerados criacionistas mais importantes do Brasil, nesta ordem: o jornalista Michelson Borges, os membros no Núcleo de Estudos das Origens (como a bióloga Márcia Oliveira de Paula e o físico Urias Takatohi), o biólogo Roberto Azevedo, o arqueólogo Rodrigo Silva, o geólogo Nahor de Souza Jr. e os físicos Adauto Lourenço (este presbiteriano) e Eduardo Lutz. Há, claro, menção especial ao engenheiro Ruy Vieira, fundador e presidente da Sociedade Criacionista Brasileira, e a Christiano da Silva Neto, fundador da Associação Brasileira de Pesquisa da Criação. Bem, aí estão alguns dos “fundamentalistas” brasileiros e a principal igreja “fundamentalista”.

A sétima e a nona dicas do papa para a felicidade (e quem não quer ser feliz?) têm relação com o meio ambiente (e essa é uma linha argumentativa usada pelo papa para defender o domingo [confira aqui]) e com o proselitismo. Na visão do papa, estão errados aqueles que procuram convencer os outros por meio de uma pregação mais direta, como forma de responder ao “ide” de Mateus 28:19. E aqui, uma vez mais, os adventistas também se destacam. E a dica nº 5 vai ao ponto: o domingo deve ser o dia de descanso. Então por que esses adventistas “fundamentalistas proselitistas” insistem no sábado bíblico? A polarização aumenta…

Fonte: Criacionismo

Publicado em Criação ou Evolução?, Doutrinas da Igreja, Enganos do Inimigo, Falsas Doutrinas, Falsos Ensinamentos, Mensagens Profeticas, Série: O Conflito, Sinais do Fim | 1 comentário

Igreja Adventista Quer Criar 7 Mil Novos Pequenos Grupos

No próximo sábado, dia 09 de agosto, a Igreja Adventista para a América do Sul celebrará o evento Multiplicando Esperança. Atualmente os oito países que fazem parte da sede sul-americana adventista (Divisão Sul-Americana) contam com 70 mil pequenos grupos e o objetivo é estimular o crescimento em 10%, criando 7.000 novos grupos de relacionamento cristão.

Há cinco anos, a publicitária Tania Fanti participa de pequenos grupos e, atualmente, lidera um deles juntamente com outros colegas de trabalho em Brasília. Para Tania, compromisso e interesse são indispensáveis para coordenar essa missão, que também é um meio agradável para falar de Deus e formar laços de amizade. “Os mais beneficiados somos nós, principalmente ao vermos pessoas conhecendo e passando a confiar em Deus. Isso faz o trabalho valer a pena”, conta.

Uma das integrantes do grupo liderado por Tania é a diarista Verônica Santos. Ela participa de pequenos grupos desde 2009 e, por meio do apoio e da oração dos amigos de estudo, decidiu ser batizada há cerca de um ano. Aprender mais sobre a palavra de Deus é o que desperta seu interesse nos encontros, além das orações e do contato com os amigos, questões que influenciaram sua decisão pelo batismo. “ Eu participo dos pequenos grupos porque a cada oração você se fortalece e em cada estudo descobre novas verdades da palavra de Deus”, conta. Hoje Verônica é membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia do Núcleo Bandeirante, em Brasília.

Evento especial

Histórias como essa revelam a importância do evento Multiplicando Esperança, que será celebrado com uma grande programação. Em algumas igrejas, a multiplicação acontecerá durante a semana, em outras na sexta à noite, mas o dia oficial será o sábado. Desde a Escola Sabatina até o culto divino, cada igreja local contará com uma programação diferenciada para comemorar a multiplicação da esperança, por meio da criação dos novos pequenos grupos.

Será um evento de grande mobilização. Cada membro pode se envolver por meio de orações, da participação nos pequenos grupos e da divulgação do projeto em sua igreja e nas redes sociais usando a #multipliqueesperanca. O livro escolhido para compreensão e formação desse ministério tem o título Como Reavivar a Igreja do Século XXI, escrito pelo Pr. Russell Burrill.

Apoio pastoral

O pastor local, os coordenadores de pequenos grupos e o diretor de Ministério Pessoal das igrejas são os maiores responsáveis pelo Multiplicando Esperança. A ideia é que sejam realizados e conduzidos por eles encontros regionais com os líderes e liderados para direcionar os membros na grande multiplicação. Aqueles que já coordenam um pequeno grupo devem preparar um líder auxiliar que irá pastorear o novo grupo. A importância dessa ação pode ser resumida na fala do pastor Everon Donato, Diretor do Ministério Pessoal para a Igreja Adventista em oito países sul-americanos, “cada novo pequeno grupo que nasce traz consigo a Esperança em Cristo para diferentes lugares e pessoas”. [Equipe ASN, Bárbara Oliveira]

Veja, a entrevista com o pastor Everon Donato, diretor do Ministério Pessoal para oito países sul-americanos, sobre o programa do dia 9:

Fonte: Noticias Adventistas

Publicado em Anúncios da Igreja, Evangelismo, Missão da Igreja | Deixe um comentário

Como É Possível Saber Se Um Sonho É De Deus Ou Não?

Determinar a natureza específica de cada sonho de uma pessoa é um assunto muito complexo e subjetivo. Além dos “sonhos mentirosos” e não autênticos (Jr 23:32; 29:8 e 9), existem dois grandes grupos de sonhos reais. O primeiro e mais comum deles é o formado pelos sonhos naturais, que fazem parte do processo normal de descanso durante o sono, e cujo conteúdo pode apresentar-se de forma organizada ou desorganizada. Uma vez que “dos muitos trabalhos vêm os sonhos” (Ec 5:3), é provável que pessoas envolvidas em assuntos religiosos acabem sonhando com eles, sem que tais sonhos sejam de origem sobrenatural.

Já o segundo grupo básico de sonhos é formado pelos sonhos sobrenaturais, que podem ser de origem divina ou satânica. Os sonhos de origem divina têm normalmente um propósito salvífico bem definido, e podem ser concedidos tanto aos profetas verdadeiros (Nm 12:6), como aos membros comuns do povo de Deus (Jl 2:28), e mesmo às pessoas que não pertencem ao povo de Deus (Gn 41; Dn 2). Por sua vez, os sonhos de origem satânica são quase sempre fascinantes, e podem conter verdades, para confundir a pessoa. Suas predições podem até se cumprir, mas eles tendem a afastar, eventualmente e de alguma forma, a pessoa de Deus e de Sua vontade (ver Jr 29:8; Mt 24:24; I Pe 5:8).

Torna-se evidente, portanto, que tanto os sonhos naturais como os sobrenaturais (quer divinos ou satânicos) podem ter um conteúdo religioso. Além disso, o simples fato de Deus conceder um sonho sobrenatural a alguém não transforma essa pessoa automaticamente num profeta, como pode-se inferir das experiências de Faraó (Gn 41) e de Nabucodonosor (Dn 2). Embora todo profeta receba sonhos de origem divina (Nm 12:6), nem todos os que recebem tais sonhos podem ser considerados profetas. O chamado para os ministérios proféticos é algo diferente e bem mais abrangente.

A atitude de atribuir a Deus a origem de todos os sonhos de cunho religioso, e de buscar sempre um significado especial para o seu conteúdo, é altamente perigosa. Aqueles que assim agem são tentados a se considerar mais privilegiados por Deus do que os demais, tornando-se presas fáceis das artimanhas do maligno. Somos advertidos pelo próprio Deus de que todos os sonhos (até mesmo os dos profetas) devem permanecer subordinados à autoridade normativa das Escrituras. “O profeta que tem sonho conte-o como apenas sonho; mas aquele em quem está a Minha palavra, fale a Minha palavra como verdade. Que tem a palha com o trigo? – diz o Senhor” (Jr 23:28). ”À lei e ao testemunho! Se eles não falarem desta maneira, jamais verão a alva” (Is 8:20; ver também Mt 7:21-23; Gl 1:8 e 9; I Jo 2:4; 4:1).

Sonhos jamais são usados por Deus como um fim em si mesmos, mas apenas como um meio de nos aproximar mais dEle e de Sua Palavra (ver Jo 20:29). Ademais, não podemos permitir que nossa fé dependa de tais meios, possíveis de serem usados também por Satanás. Portanto, se você tiver um sonho que julga ser de procedência divina, mas não tem plena certeza disso, o mais prudente é tentar extrair dele uma lição positiva para a vida, até que a sua origem e o seu propósito fiquem mais bem esclarecidos.

Alberto R. Timm

Publicado em Curiosidades, Fenômenos Naturais, Nosso Corpo | Deixe um comentário