A Igreja Adventista do Sétimo Dia Ultrapassa a Marca de 18 Milhões de Membros

O rápido crescimento da denominação atinge um novo marco do terceiro trimestre de 2013

A Igreja Adventista do Sétimo Dia, uma das denominações cristãs que mais cresce no mundo, já registou mais de 18 milhões de membros batizados. No dia 30 de setembro de 2013 havia cerca de 18.028.796 Adventistas do Sétimo Dia em todo o mundo, de acordo com os dados estatísticos do Centro de Arquivos, Estatística e Investigação da Igreja.

Estima-se que entre 25 a 30 milhões de homens, mulheres e crianças frequentam os cultos adventistas semanais. De referir que a Igreja Adventista do Sétimo Dia não batiza bebés ou crianças muito pequenas, justificando-se assim a lacuna entre os membros participantes e os membros baptizados.

Em outubro último (2013), o Secretário Executivo da Igreja Adventista fez a seguinte observação acerca do crescimento contínuo do número de membros da Igreja: “Por dia, cerca de 3.052 pessoas se unem à Igreja. A cada hora, 127 pessoas são batizadas. A cada minuto, dois indivíduos são batizados, e louvamos a Deus por isso” (relatório do Conselho Anual de 2013, em Silver Spring, Maryland).

David Trim, diretor do Centro de Arquivos, Estatística e Investigação da Igreja Adventista comentou o fenômeno: “Estamos muito animados com este crescimento num momento em que, a nível global, muitos grupos religiosos não mais crescem. Agradecemos a Deus que, face aos desafios da opressão política, perseguição religiosa e aumento do materialismo e secularismo, este movimento que enfatiza a esperança e plenitude continua a crescer e já passou esta meta estatística”.

Formalmente organizada em 1863, a Igreja Adventista do Sétimo Dia opera em 112 faculdades e universidades, mais de 1.900 escolas secundárias e cerca de 6.000 escolas primárias, com um registro total de mais de 1,75 milhões de Instituições, juntamente com 172 hospitais, incluindo o tratamento de mais de 16 milhões de pessoas anualmente. O compromisso da Igreja para servir a humanidade inclui a Agência Humanitária Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA), bem como campanhas evangelísticas e ministérios de transmissão online, projetado e partilhando a mensagem dos três anjos com todo o mundo que necessita de respostas fundamentadas na Bíblia.

Fonte: 19 de dezembro, 2013 | Silver Spring, Maryland, Estados Unidos | Autor: Mark A. Kellner/Adventist Review | ad7News

Nota: “Deus tem um povo distinto, uma igreja na Terra, inferior a nenhuma outra, mas a todas superior em seus recursos para ensinar a verdade, para vindicar a Lei de Deus. Tem Deus agentes divinamente designados – homens a quem Ele está guiando, que suportaram o calor e a fadiga do dia, que cooperam com os instrumentos celestiais para promoverem o reino de Cristo em nosso mundo. Unam-se todos a esses agentes escolhidos, e sejam afinal encontrados entre os que têm a paciência dos santos, guardam os mandamentos de Deus, e têm a fé de Jesus.” [A Igreja Remanescente, p. 54]

Publicado em Anúncios da Igreja, Missão da Igreja | Deixe um comentário

Confissões de Uma Viciada em Internet

Certos eventos são tão importantes que têm o potencial de marcar a história humana de maneira definitiva. Cito três: a invenção da escrita; a criação dos tipos móveis e da imprensa, com a consequente disseminação de informações antes restritas a uma minoria privilegiada; e a invenção da internet, promovendo uma nova revolução informacional – e revoluções noutras áreas da vida, também.

Este livro, da jornalista Fabiana Bertotti, trata justamente dessa nova revolução, a digital. A coisa toda é ainda muito recente (tá, a internet deu seus primeiros passos há meio século, mas a prensa de Guttenberg tem mais de 500 anos). Estamos no processo de assimilar todas as novidades que surgiram no ambiente da rede. E a Fabiana, com sua experiência de migrante virtual precoce e estudiosa do assunto – ou seja, usuária e analista –, nos ajuda a singrar esse mar novo e bravio, com todas as suas potencialidades, oportunidades, desafios e perigos.

A internet nos tornou mais críticos ou superficiais? Promoveu a conexão ou a desconexão das pessoas? O que as tecnologias de tela estão fazendo com o nosso cérebro? E nossos hábitos de consumo, nossos passatempos e relacionamentos, em que medida foram afetados pela web?

Leia este livro e encontre as respostas para essas e uma infinidade de outras perguntas.

Adquira já o seu. Clique aqui.

Via Criacionismo

Publicado em Literatura, Notícias | Deixe um comentário

Papa diz que não existe modelo único de relação entre homem e mulher

Papa Francisco acena durante angelus na praça São Pedro, no VaticanoDurante a abertura da reunião religiosa “A complementaridade entre homem e mulher” nesta segunda-feira (17), o papa Francisco afirmou que não se deve reduzir as relações entre homens e mulheres a “um modelo único e simplista”.

“Quando falamos em complementaridade entre homem e mulher, neste contexto [de família] não devemos confundir tal terminação com a ideia simplista que todas as funções e as relações entre ambos os sexos estão confinados a um modelo único e estático”, disse o papa de acordo com a Rádio Vaticano.

Segundo o líder da Igreja Católica, esse relacionamento “assume muitas formas porque cada homem e cada mulher trazem consigo sua própria contribuição pessoal ao matrimônio e à educação dos filhos”.

Ainda na abertura, ele afirmou que essa riqueza de diferenças “não é só um bem, mas também uma beleza”.

O papa disse ainda que todas as crianças têm o direito de “crescer com um pai e uma mãe capazes de criar um ambiente idôneo para o desenvolvimento e amadurecimento afetivos”. Por causa disso, o matrimônio é “fundamental” para que a sociedade seja estável e traga benefícios a todos.

Falando aos católicos, o papa fez um apelo para que todos se empenhem em ser solidários, fieis e terem um amor fecundo para fazer com que a sociedade e as famílias sejam melhores. Ele ainda pediu uma oração especial para o jovens “que representam o futuro”.

“É preciso que não deixem que eles se envolvam com uma mentalidade danosa do provisório. Que eles sejam revolucionários pela coragem de criar um amor forte e duradouro, que ande contra a corrente. É isso que precisa ser feito”, disse.

O pontífice voltou a criticar a cultura de descarte da sociedade moderna, dizendo que as famílias estão em crise porque “vivemos na cultura do provisório”. Ele afirmou que a “mudança” nas roupas e na moral trouxe mais liberdade às pessoas, mas “trouxe uma devastação espiritual e material a inúmeros seres humanos, especialmente os mais vulneráveis”.

Ao finalizar seu discurso, Francisco afirmou que “o declínio da cultura do matrimônio está associado ao aumento da pobreza e de inúmeros problemas sociais” e que é preciso “insistir que as pilastras fundamentais que mantêm uma nação são os seus bens imateriais”.

Fonte: Folha UOL

Nota: Eles (a igreja de Roma) jogam pra todos os lados. Como fizeram com o modelo criacionista, misturando evolução e criação, assim agem novamente alegando não haver modelo único na relação homem x mulher. Não assumem uma posição definida! Mas deixa um hiato para muitas “especulações”, contrariando o modelo Divino claramente definido pelas Escrituras Sagradas. [SM]

“Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Amém. Por causa disso Deus os entregou a paixões vergonhosas. Até suas mulheres trocaram suas relações sexuais naturais por outras, contrárias à natureza. Da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros. Começaram a cometer atos indecentes, homens com homens, e receberam em si mesmos o castigo merecido pela sua perversão. Além do mais, visto que desprezaram o conhecimento de Deus, ele os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem o que não deviam. Tornaram-se cheios de toda sorte de injustiça, maldade, ganância e depravação. Estão cheios de inveja, homicídio, rivalidades, engano e malícia. São bisbilhoteiros, caluniadores, inimigos de Deus, insolentes, arrogantes e presunçosos; inventam maneiras de praticar o mal; desobedecem a seus pais; são insensatos, desleais, sem amor pela família, implacáveis. Embora conheçam o justo decreto de Deus, de que as pessoas que praticam tais coisas merecem a morte, não somente continuam a praticá-las, mas também aprovam aqueles que as praticam.” [Romanos 1:25:32]

Publicado em Falsos Ensinamentos | Deixe um comentário

Crença e Prática

“Porventura, não é este o jejum que escolhi: que soltes as ligaduras da impiedade, desfaças as ataduras da servidão, deixes livres os oprimidos e despedaces todo jugo? Porventura, não é também que repartas o teu pão com o faminto, e recolhas em casa os pobres desabrigados, e, se o vires nu, o cubras, e não te escondas do teu semelhante?” Isaías 58:6, 7

A Teologia da Libertação, mencionada anteriormente, criticou de modo severo a teologia tradicional por sua grande insistência na “crença correta”, a ortodoxia, tendo se esquecido completamente da “prática correta”, a ortopráxis. De fato, não podemos pretender inocência nesse particular.

Em muitas ocasiões da história, aqueles que foram zelosos e absorvidos pela ênfase na crença esqueceram-se da outra face da mesma moeda: a prática. Crença correta tem sentido apenas quando ela nos leva à prática ou às ações corretas. Unilateralidade aqui é indesculpável. Pode ser vista apenas como uma máscara para desviar a atenção do dever.

O curioso é que o texto do profeta Isaías mencionado hoje foi escrito originalmente para pessoas não muito diferentes de nós. Preocupadíssimos com a guarda do verdadeiro dia de repouso, com o Dia da Expiação e a purificação do santuário, zelosos com as leis de saúde, acabaram negligenciando o “comportamento correto” em relação aos pobres e oprimidos. O profeta repreende seriamente o desequilíbrio entre a crença e a prática.

Não pergunte se Deus Se preocupa com os pobres. Essa não é a questão. Eu, você e a igreja nos preocupamos com eles? Essa é a pergunta real. Quando você tiver tempo, dê uma olhada no Google sobre “pobreza” e “fome” no mundo. Se você não tem acesso à internet, não há problema; basta olhar ao redor. A realidade é alarmante. O texto de hoje fala de alimento, abrigo, hospedagem, vestuário. São as mesmas categorias indicadas por Jesus em Seu discurso sobre o grande julgamento em Mateus 25:31-40. Quando estivermos reunidos, naquele dia, diante do grande trono branco, o Rei Jesus não perguntará se tivemos a crença correta, mas se aquilo em que cremos foi tão real que afetou nossas ações. O exame final não será essencialmente sobre a crença correta, mas sobre a prática correta. Talvez não poderemos fazer tanta diferença, mas eu, você e a igreja podemos ajudar a muitos. Madre Teresa de Calcutá corretamente observou que as “mãos que servem são mais sagradas do que os lábios que oram”.

Meditação Matinal 2014

Publicado em Meditações, Reflexões | Deixe um comentário

Juiz Pede Demissão Para Não Realizar Casamento Homossexual

Um juiz de 57 anos, renunciou ao seu cargo na Carolina do Norte. Gilbert Breedlove, que também é pastor ordenado, trabalhava há 24 como juiz para o Condado de Swain. Entre suas funções de juiz ele realizava casamentos no fórum. Por causa da nova lei do Estado, seria obrigado a realizar casamentos de pessoas do mesmo sexo a partir deste mês. Como isso vai contra sua fé, decidiu abandonar a função.

“Era a minha única opção… a Bíblia inteira ensina que casamento é entre um homem e uma mulher. Qualquer outro tipo de atividade sexual é definida como a fornicação, não casamento”, declarou Breedlove à imprensa.

Ainda sem ter idade para se aposentar, abriu mão de sua principal fonte de renda e passará a viver com um salário oferecido por sua igreja, o qual é bem inferior. Ele afirmou que entende claramente as consequências de sua decisão, mas sabe estar fazendo o que é certo, pois Deus é mais importante em sua vida.

Seu desejo é que seu exemplo possa incentivar outros magistrados a se posicionar. Ele não está sozinho. John Kallam Jr., juiz do condado de Rockingham, também apresentou sua renúncia, citando sua fé.

Kallam afirma que fazer casamentos homossexuais seria “profanar a santa instituição estabelecida por Deus”. Cerca de 400 cristãos reuniram-se em frente ao tribunal que ele trabalhava para mostrar seu apoio. Um juiz do condado de Pasquotank, que não quer se identificar, divulgou para a imprensa que após se recusar a fazer um casamento de dois homens, recebeu um aviso do governo do Estado que, segundo a nova lei, se insistir em sua postura será demitido.

Com informações Usa Today e News Record

Nota: O termo utilizado por Jesus em Mateus 19:9 é muito mais profundo do que o “simples” adultério. Cristo, nesta citação utiliza o termo “Porneia” que significa: “relações sexuais ilícitas” (Dicionário da Bíblia Almeida), que inclui, mas não é limitado ao adultério. Podendo ser a zoofilia  pedofilia  homossexualismo, masturbação, incesto, etc.

A palavra “ilícito” (que significa ilegal ou impróprio) pode confundir algumas pessoas, uma vez que vivemos num tempo quando pouca coisa é considerada ilícita. Somente porque nossas autoridades civis legalizaram algumas atividades que Deus não autorizou não as torna corretas. Um homem que, mesmo com a aprovação do governo, se divorcia de sua esposa sexualmente fiel, ou cuja esposa se divorcia dele, e se casa com outra, comete adultério (veja Mt 5:32; 19:9).

Desde que Deus autorizou cada homem a “ter sua própria esposa” e vice-versa (1 Co 7:2), qualquer variação (sexo pré-marital ou extra-marital, bem como bigamia, poligamia e homossexualismo) é ilícito e cai dentro da definição de fornicação.

Publicado em Comportamento, Doutrinas da Igreja, Notícias, Testemunho | Deixe um comentário

Sexo Com Animais é Negócio na Espanha

A conversa telefônica é o primeiro passo. Discutem-se preços, o que se quer fazer, escolhe-se o local e o animal. Na Espanha, os proxenetas de animais podem cobrar mais de 140 euros por uma sessão de sexo com cães. Além disso, as deslocações são pagas a peso de ouro. O jornal espanhol El Mundo estudou o emergente mercado da zoofilia (sexo com animais), uma vez que não há legislação que proíba as práticas sexuais com animais na Espanha. Em fóruns na internet, a procura e a oferta são diversificadas: homens e mulheres de várias idades, solteiros e casados, procuram cães, ovelhas, cavalos ou burros. Os animais são criados desde o nascimento para um só fim – fazer sexo com humanos.

“A Espanha se converteu num paraíso para gente com essas inclinações, e é uma grande produtora de pornografia zoófila. O fato de esse gênero de práticas terem lugar na clandestinidade, não quer dizer que não aconteça. Aliás, acontece mais do que se pode imaginar”, alerta a advogada Nuria Menéndez de Llano, grande defensora da proibição da zoofilia e membro do Observatório de Justiça e Defesa Animal.

A Dinamarca era um dos poucos países europeus no qual a zoofilia era considerada legal. Agora, à semelhança de quase toda a Europa, já foi anunciada uma lei que proíbe os atos sexuais com animais.

(Correio da Manhã)

Nota: “Não te deitarás com varão, como se fosse mulher; é abominação. Nem te deitarás com animal algum, contaminando-te com ele; nem a mulher se porá perante um animal, para ajuntar-se com ele; é confusão. Não vos contamineis com nenhuma dessas coisas, porque com todas elas se contaminaram as nações que eu expulso de diante de vós; e, porquanto a terra está contaminada, eu visito sobre ela a sua iniquidade, e a terra vomita os seus habitantes. Vós, pois, guardareis os meus estatutos e os meus preceitos, e nenhuma dessas abominações fareis, nem o natural, nem o estrangeiro que peregrina entre vós (porque todas essas abominações cometeram os homens da terra, que nela estavam antes de vós, e a terra ficou contaminada); para que a terra não seja contaminada por vós e não vos vomite também a vós, como vomitou a nação que nela estava antes de vós. Pois qualquer que cometer alguma dessas abominações, sim, aqueles que as cometerem serão extirpados do seu povo. Portanto guardareis o meu mandamento, de modo que não caiais em nenhum desses abomináveis costumes que antes de vós foram seguidos, e para que não vos contamineis com eles. Eu sou o Senhor vosso Deus” (Levítico 18:22-30).

Via Criacionismo

Publicado em Bestialidades, Sexualidade | Deixe um comentário

Grupo de Cientistas Questiona a Veracidade da Evolução Darwiniana

Cientistas afirmam que a vida é resultado da ação de um projeto intencional. O assunto será discutido este mês no 1º Congresso Brasileiro de Design Inteligente.

A veracidade da evolução darwiniana, considerada incontestável pela ciência durante quase 150 anos, está sendo questionada por um grupo de cientistas, que acreditam que aquilo que trouxe a vida até aqui não foi a ação exclusiva das forças dos processos naturais não guiados, e sim resultado da ação de um projeto intencional. É o que sustentam os cientistas adeptos da Teoria do Design Inteligente (TDI), segundo a qual fomos planejados por uma ação inteligente. A ideia é que há eventos do universo e aspectos da vida que nem em milhões de anos seriam viabilizados a partir da evolução, como prega a teoria darwiniana. Isso significa, entre outras coisas, que o nosso tão cantado parentesco com os chimpanzés nunca existiu (por falta de tempo e de evidências).

Marcos Eberlin, doutor em química pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e pós-doutor pelo Laboratório Aston de Espectrometria de Massas da Universidade Americana de Purdue (EUA), explica que os chimpanzés têm 24 pares de cromossomos e nós, apenas 23 e que os DNAs das duas espécies são 33% diferentes e as proteínas, 80%. “A fusão cromossômica que se imaginou um dia reduzir nossos cromossomos de 24 para 23 nunca ocorreu. O cromossomo é a coisa mais preservada do mundo, ninguém mexe em software. Nosso cromossomo Y é totalmente diferente do cromossomo Y dos chimpanzés, e somos tão parecidos com eles em cromossomo Y como o somos com as galinhas”, afirma o químico. O assunto será discutido durante o 1º Congresso Brasileiro de Design Inteligente, que reunirá a comunidade científica e interessados para debater a teoria, que propõe uma reinterpretação dos dados científicos sobre os eventos que deram origem à vida e ao universo. O evento ocorrerá de 14 a 16 deste mês, no resort The Royal Palm Plaza, em Campinas (São Paulo).

“Hoje, a academia científica vive uma situação muito estranha. Desde o iluminismo que Darwin, ao investigar o universo e sua origem, propôs a sua Teoria da Evolução. Mas o que a gente tem até aqui é o efeito. Agora queremos saber quem é o autor”, diz Eberlin. Segundo ele, desde os primórdios da humanidade, sabe-se que são duas as possilidades para a origem da vida e do universo: os processos naturais não guiados ou uma ação inteligente, uma mente, um ser consciente, consistente e coerente que pode ter sua obra identificada pela ciência, embora não se saiba quem ele seja. Na avaliação do cientista, o que ocorre há 150 anos é que a ciência mundial eliminou “pré-conceituosamente” a ação sobrenatural como uma da causas proáveis para a origem da vida.

Cunho científico

Kelson Motta T. Oliveira, doutor em fisioquímica pela Universidade de São Paulo (USP), professor de fisioquímica da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e coordenador do Grupo de Pesquisa em Química Teórica e Computacional da mesma universidade, defende que a TDI é uma abordagem de cunho científico, e não religioso, ainda que sua premissa básica seja a de que o funcionamento das coisas tal qual as vemos hoje não é fruto de colisões ao acaso e de uma evolução não racional, mas de um planejamento inteligente. Entre os membros dessa comunidade científica, existem representantes de ateus, agnósticos, católicos, batistas e de muitas outras religiões, mas isso, segundo Kelson, é irrelevante para a fundamentação teórica da TDI.

“É possível encontrar marcas desse planejamento em todos os projetos da natureza”, afirma. Por trás dessa ideia, estaria o fato de que, pela complexidade, os sistemas biológicos não podem ser reduzidos a valores inferiores, como prega a teoria darwiniana. “Se você olhar para trás e pensar na evolução, estará dizendo que os sistemas biológicos mais evoluídos e atuais são fruto de sistemas menos evoluídos. O problema é que não importa o sistema biológico, você não consegue demonstrar um sistema de complexidade mais reduzido que tonou-se mais evoluído. Só é possível encontrar sistemas biológicos irredutíveis em termos de complexidade”, esclarece Oliveira.

O professor afirma, ainda, que a premissa darwiniana aceita que sequências de DNA e RNA foram formadas ao acaso, ao longo do tempo. Não há qualquer preocupação em comprovar tais afirmações com cálculos de variação de energia e estabilidade, os quais são relativamente fáceis de executar. Em seus cálculos, a possibilidade de duplicação ao acaso de duas cadeias idênticas de proteína, contendo cada uma 100 aminoácidos, é de 10 elevado a -130 de o evento ocorrer. Isso quer dizer que são chances desprezíveis. Para que tal fenômeno pudesse ocorrer, seriam necessárias 10.112 tentativas de duplicação a cada segundo, desde que o universo foi criado. “Somente uma fé insana e absurda explicaria esse disparate”, afirma o professor.

Por trás do código genético

“Um século e meio depois que foi criado esse paradigma da ciência, a gente percebe que ele não está sendo capaz de responder às questões sobre a origem da vida. A experiência fala contra os processos naturais não guiados. Isso está cada vez mais evidente”, concorda o cientista Marcos Eberlin. Segundo ele, descobertas feitas durante o projeto Genoma Humano – uma iniciativa internacional iniciada em 1990, com o objetivo de identificar e fazer o mapeamento dos genes existentes no DNA das células do corpo humano, determinar as sequências das 3 bilhões de bases químicas que compõem o DNA humano e armazenar essas informações em bancos de dados acessíveis – revelaram que existe uma inteligência “absurda” por trás do código genético.

“São, pelo menos, oito códigos embutidos dentro de um mesmo código. É como se os arquivos estivessem zipados ou mesmo encriptados, com informações interligadas em vários níveis de codificação”, explica o cientista. Segundo ele, aquilo que a evolução um dia acreditou ser “lixo” do DNA agora é considerado metainformação, ou seja, é a informação que rege a informação. “Isso quer dizer que nada menos do que 97% do DNA, que se acreditava ser resíduo deixado pela evolução, se sabe hoje que são instruções de como usar os outros 3%”, comenta.

Combinações

Marcos Eberlin explica que o código genético do DNA está disposto em quatro bases, alinhadas de três em três, o que resulta em 64 códons ou combinações. “Ocorre que temos apenas 20 aminoácidos. Acreditava-se que isso era um exagero da evolução de um processo natural não guiado, mas, hoje, já se sabe que é uma estratégia de inteligência extrema”, observa o químico. Quem fez isso, segundo relata um artigo científico recente, criou códigos diferentes para conectar na proteína, sendo formado o mesmo aminoácido, mas com velocidades diferentes, sabendo de antemão que, para cada tipo de proteína, seria necessário um tempo diferente de ligação, com o objetivo de oferecer o tempo certo para que a proteína se enovele corretamente. Um ajuste extremamente elegante e fino de velocidade de fabricação.

O que a TDI pretende é que as duas causas prováveis da origem do universo e da vida – a ação de processos naturais não guiados ou o planejamento inteligente – sejam recolocadas em pauta na mesa das discussões científicas sobre as origens do cosmos e da vida. “Para todas as outras questões, a ciência trabalha sempre com essas duas causas prováveis. Mas quando se trata da origem da vida, a ciência naturalista tem simplesmente fechado seus olhos para a segunda probabilidade”, alerta Eberlin. (ZF)

Enquanto isso…

… Princípio supremo

No início da semana passada, o papa Francisco afirmou que a Teoria da Evolução e o bigue-bangue são reais, criticando a interpretação das pessoas que leem o Gênesis, achando que Deus “tenha agido como um mago, com uma varinha mágica capaz de criar todas as coisas”. Para ele, a criação do mundo “não é obra do caos, mas deriva de um princípio supremo, que cria por amor” e o bigue-bangue não contradiz a intervenção criadora, mas a exige. A declaração, feita pelo pontífice na inauguração de um busto de bronze em homenagem ao papa emérito Bento XVI, repercutiu positivamente na comunidade científica.

Via (Em.com.br)

Publicado em Ciência e Religião | Deixe um comentário

Ebola Pode Matar Um Milhão De Pessoas Até Janeiro

O ebola poderia matar um milhão de pessoas até o fim de janeiro, advertem planejadores de desastre do governo norte-americano. Especialistas também disseram que a doença pode se tornar endêmica e algumas clínicas começaram a recusar vítimas, de acordo com a revista Forbes. Os EUA estão enviando 400 mil kits de cuidados domésticos com batas protetoras, máscaras, luvas, cloro e medicamentos para a Libéria, país no centro do pior surto da doença, informou o jornal britânico The Times. A proposta de assistência domiciliar é baseada em um modelo usado pela última vez para erradicar a varíola na África, na década de 1960. No entanto, a população da região é três vezes maior do que era então e é agora muito mais concentrada em favelas urbanas densas.

Alguns especialistas temem que o surto, que já dura seis meses, possa não ser mantido sob controle em um futuro próximo, e, ao invés disso, a doença se torne endêmica. “A atual perspectiva epidemiológica é sombria”, disseram os autores de um estudo publicado naNew England Journal of Medicine. “Para o médio prazo, pelo menos, devemos encarar a possibilidade de que [o ebola] se torne endêmico entre a população humana da África Ocidental, uma perspectiva que nunca tinha sido contemplada.”

O Centro para o Controle e Prevenção de Doenças (CCPD) dos Estados Unidos afirma que poderia haver 1,4 milhão de infecções na Libéria e na Serra Leoa até o fim de janeiro. E a Organização Mundial de Saúde, que estima que o número de casos nos próximos quatro meses chegaria a “centenas de milhares”, informou também que a taxa de mortalidade da infecção, que causa febre hemorrágica, é superior a 70%, acima dos 50% calculados anteriormente.

O pior quadro possível ainda considera a possibilidade de o vírus sofrer uma mutação e, assim, modificar sua forma de contágio. De acordo com o diretor de Estratégia da OMS, Christopher Dye, coautor do estudo que sustenta que a doença poderia se tornar endêmica em países africanos, se, como tantos outros, o vírus fosse transmitido pelo ar, ao invés do contato direto com fluídos corporais, as consequências seriam muito sérias.

Por outro lado, se as intervenções para a contenção do ebola atingissem o êxito total, o vírus desapareceria nos humanos em questão de meses e retornaria a seus portadores originais: os morcegos.

As estimativas alarmantes vêm em meio à crescente onda de violência contra os profissionais de saúde. Sete estrangeiros foram mortos na remota aldeia de Womey, na Guiné, no início de setembro, depois de a equipe de médicos e jornalistas ter ido ao local para aumentar a conscientização sobre a doença. Seus corpos mutilados foram encontrados em uma latrina, informou o The Guardian. Em 24 de setembro, a polícia prendeu 27 pessoas com ligações com o assassinato.

Em outro lugar na Guiné houve motins, pois as pessoas temiam que o desinfetante que estava sendo pulverizado em um mercado poderia ter espalhado a doença.

Serra Leoa ordenou que todos os seus seis milhões de habitantes ficassem em casa por três dias na semana passada, em uma tentativa desesperada de controlar o surto. Os profissionais de saúde foram de porta em porta, encontrando 130 vítimas que foram então isoladas. O governo alegou que 85% da população agora acredita que o ebola é real.

Porém, em Monróvia, capital da Libéria, a instituição Médicos Sem Fronteiras informou que estava recusando tantos pacientes quanto os que estavam sendo admitidos na clínica de 160 camas. Uma das três existentes em Monróvia, a clínica contabilizou 350 mortes no mês passado. Algumas noites, até cinco pessoas morrem no local.

Tom Frieden, diretor do CCPD, declarou, no último dia 21 de agosto, em uma coletiva de imprensa, que, ao contrário de alguns rumores, os casos não estão diminuindo. Pelo contrário: “Eu gostaria de não ter que dizer isso, mas [a situação] vai piorar antes de melhorar.”

O surto é o pior desde que o vírus foi identificado em 1976, no Zaire (atual República Democrática do Congo).

Fonte: Hypescience

Nota: Infelizmente, esse tipo de calamidade foi previsto e deve aumentar: “E haverá fome, peste e grandes desgraças em diversos lugares” (Mt 24:7). O único alento que encontramos em tudo isso é que as epidemias prenunciam a solução definitiva de todos os problemas deste planeta: a volta de Jesus.

Publicado em Ação Solidaria, Notícias, Saúde, Verdades Para o Tempo do Fim | Deixe um comentário

Multimídia, Um Recurso Auxiliar No Culto

Multimídia, um Recurso Auxiliar no CultoUm dos recursos cada vez mais usado na comunicação são os recursos de multimídia (sons, vídeos, slides, imagens). A exemplo do computador e do celular, este recurso veio para ficar. Ele tem sido uma bênção na condução dos cultos, palestras, estudos bíblicos e reuniões. Apesar de ser um instrumento valioso para a igreja, ele pode trazer problemas se for mal usado. O desafio então é usá-lo corretamente. As vantagens dele são conhecidas e não é necessário descrevê-las. Porém, quais seriam os perigos do uso inadequado dos recursos de multimídia?

1. Recursos audiovisuais sempre são bem vindos no culto. No entanto, quando eles se tornam o centro das atenções, o culto perde o foco. O foco do culto não devia estar no recurso, mas na mensagem para a qual o recurso transmite. O senhor Jesus também se utilizou de recursos para ensinar. Certa vez, ele subiu a um monte para falar melhor (Mateus 5:1); noutra ocasião, ele utilizou um barco para ensinar a multidão na praia (Lucas 5:3). Em ambas as situações, o foco não estava nos recursos, mas na sua Palavra. Quando um recurso de multimídia é responsável por encher a igreja, é preciso perguntar se ele não está sendo mais valorizado do que a própria Palavra.

2. Em alguns lugares, todo o culto é projetado no projetor ou no telão, inclusive hinos e leituras bíblicas. Isso faz com que as pessoas deixem de folhear a Bíblia e o hinário. O único contato com a Bíblia passa a ser o visual. Com o tempo, elas não saberão mais localizar passagens ou livros da Bíblia. Mesmo que, no futuro, a Bíblia deixe de ser impressa em papel é preciso saber “folheá-la” eletronicamente.

3. Há casos em que são projetados excesso de imagens, cores e texto. Isso faz com que o culto vire uma poluição visual. O excesso de informação e ilustração, ao invés de ajudar, perturba. Em alguns casos, também acontece uma projeção indiscriminada de imagens. Muitas delas são “catadas” na internet sem a menor reflexão sobre sua origem. Algumas imagens beiram ao chocante. A impressão que se tem, é que, o texto projetado não é suficientemente forte, por isso, precisa ter uma imagem de impacto para que fale mais que o texto. É sempre melhor que as imagens sejam discretas para que a atenção não esteja nelas, mas no texto.

4. O uso dos recursos de multimídia pode também afetar o sistema litúrgico tradicional. Ele tem sido usado para se investir excessivamente na variedade litúrgica. Mesmo que se mantenha o esqueleto da liturgia, o que dita o tom é a variedade. Isso oferece o perigo de descartar a histórica liturgia e seu rico conteúdo. Com o tempo, também se corre o risco de perder a identidade cultual.

5. Os recursos de multimídia tem a vantagem de oferecer novidades, mas nisso também mora um perigo, pois o que é novo hoje, amanhã não é mais. Com isso, é necessário buscar sempre mais novidades, para, de alguma maneira, continuar agradando. O perigo é fazer das novidades o centro do culto.

6. E o bom uso dos textos projetados  também passa pela escolha mais adequada da fonte, isto é, o formato da letra. Evite as serifadas como a Times New Roman e semelhantes. Prefira letras como Arial, Tahoma, Verdana. E quanto ao tamanho da letra, use aquele em que a pessoa mais distante da tela possa ler, sem nenhuma dificuldade. Assim, o valor do culto não pode depender o projetor. O culto depende da Palavra e dos sacramentos, pelos quais Deus age. A ausência do projetor e de outros recursos não deveria desmerecer o culto, pois o centro das atenções é o altar, onde estão a Palavra e os sacramentos.

Os recursos de multimídia devem ser usados como uma ferramenta no culto, para ajudar as pessoas a entenderem melhor o que Deus está dizendo. Ele não deveria substituir nem Bíblia, nem hinário, nem pastor. A imagem que ele transmite deve sublinhar a mensagem, e não dispersar o pensamento com ilustrações muito diversificadas. Ele deve ser um recurso para memorizar, para fixar ideias, para mostrar gráficos e mapas, para mostrar a grandeza do amor de Deus por nós. Também deveria ser usado como recurso da nossa resposta ao amor de Deus.

Fonte: Música Sacra e Adoração

Publicado em Curiosidades, Liturgia, Perigos Das Mídias, Um Bom Conselho | Deixe um comentário

Ex-Bispo É Batizado Em São Paulo E Encerra 45 Anos De Busca Pela Verdade

Foram 45 anos de atuação como padre e bispo da Igreja Católica até conseguir preencher a lacuna que sentia desde a época do seminário. Este é o resumo da história de Francisco Alves Feitosa, batizado na igreja do Peri Alto, em São Paulo.

Francisco nasceu em Paulo Afonso, BA, e aos seis anos foi encaminhado ao seminário, como era desejo de toda a família, praticante do catolicismo. Em 1969 concluiu os estudos e se tornou padre e depois bispo.

“Sempre sentia uma lacuna, sentia um vazio, mesmo durante a liturgia. A tradição não oferece elementos contundentes para uma vida de paz”, explica o ex-bispo, ao lembrar de sua vida religiosa. Ele conta que residia na Diocese do Rio de Janeiro quando foi designado a apresentar um programa da Igreja Católica na televisão.

Como vinha analisando a Bíblia, decidiu apresentar estudos próprios que contradiziam as doutrinas católicas sobre a primazia de Pedro e alguns outros dogmas. “O arcebispo me chamou a atenção, e eu disse que me alicerçava na Bíblia. Mas, ele disse que eu estava errado por fugir à tradição da Igreja Católica, e que isso não poderia acontecer”, conta.

Foi nessa época que ele foi submetido a uma espécie de afastamento das atividades do cargo, em um ano de reclusão para reavaliar os questionamentos que fazia. Neste período, em viagem a São Paulo para visitar parentes, procurou por iniciativa própria a sede da Associação Paulista Leste (APL), sendo atendido pelo pastor Agnaldo Leônidas Guimarães, que o presenteou com alguns livros da Igreja Adventista.

Terminado o período de reclusão, Francisco decidiu que realmente não poderia conviver com as mensagens que descobrira, em contradição com a doutrina que até então seguia e ensinava. No dia 11 de novembro de 2013 ele deixou oficialmente a Igreja Católica, e decidiu mudar-se para São Paulo, onde procurou uma Igreja Adventista próxima de sua residência.

Quando começou a visitar o templo localizado no Jardim Damasceno, Francisco disse que gostaria de conversar com o pastor, e lhe deram o telefone. “Era um domingo quando ele me telefonou, e vou confessar que tomei um susto. Fiquei com um pouco de medo, porque a história era estranha”, conta o pastor Leonardo Augusto Barbosa, que atende o distrito do Peri Alto. Acompanhado de um membro da igreja sede do distrito o pastor foi a casa do ex-bispo e se surpreendeu. “Ele já não acreditava mais na santidade de Maria e sabia praticamente 90% da nossa doutrina. Ele apenas não compreendia o que significava o espírito de profecia que havia lido em Apocalipse, mas se dizia pronto para aprender e entender”, conta o pastor.

Passados três meses de estudos intensivos com o pastor Leonardo, o ex-bispo foi batizado em uma cerimônia com igreja lotada e a presença do presidente da Associação Paulista Leste, pastor Erlo Braun.

“Estou felicíssimo e estou descendo as águas batismais. Trouxe os restos mortais que são as batinas para mostrar ao povo que eu sou um milagre nas mãos de Deus”, concluiu Francisco.

Fonte: Noticias Adventistas

Nota: O chamado de Deus começa a ecoar no coração dos fiéis. Quem tem ouvido ouça… “Então ouvi outra voz do céu que dizia: “Saiam dela, vocês, povo meu, para que vocês não participem dos seus pecados, para que as pragas que vão cair sobre ela não os atinjam! Pois os pecados da Babilônia acumularam-se até o céu, e Deus se lembrou dos seus crimes.” [Apocalipse 18:4-5]

Publicado em E Conhecereis A Verdade..., Missão da Igreja, Notícias, Providência Divina | Deixe um comentário